segunda-feira, 13 de maio de 2013

Revenge

Ele é um seriado que fala de vingança, o de fazer a justiça com as próprias mãos. O nome da moça é Amanda, mas ela usa outra identidade, o de Emily, que usa desse disfarce para conviver com a família Grace e procura dentro dela evidências que inocentem o seu pai da acusação de ter derrubado um avião com trezentos passageiros. O filme insinua que nos Estados Unidos existem muitos esquemas de lavagem de dinheiro que financiam terroristas, o suficiente para comprar promotores, juízes, juris e testemunhas para acusar qualquer um de um crime que não cometeu. Mas, o que faz um ser humano buscar a justiça?

O filme tenta mostrar que é o amor que a filha sente pelo pai que motiva a Amanda a buscar na vingança o único meio de fazer justiça. Ou seja, todo mundo que é condenado pela justiça tem o direito de questionar a sentença, mas com tanta corrupção e tanto dinheiro que compra uma sentença, a Amanda não encontra solução senão fazer a justiça fora do tribunal. Ou seja, a Amanda usa os mesmos métodos ilegais para fazer com a família Grace, o que essa família fez com o seu pai.

Na verdade, a origem de toda essa confusão acontece no momento que o pai da Amanda vai para a cama com a esposa do Sr Ray, e como o Sr Ray estava sendo investigado pelo FBI sobre o esquema de lavagem de dinheiro para financiar um grupo terrorista, ele montou um belo contra-esquema, fazendo com que a esposa infiel acusasse o pai da Amanda de beneficiar terroristas.

Ou seja, nos Estados Unidos, para condenar um criminoso basta uma testemunha qualquer. O único problema é determinar a quantia de dinheiro necessária para comprar uma testemunha. E isso não é nada barato. No caso da Amanda, ela conseguiu muito dinheiro, graças a uma empresa de seu pai que ganha rio de dinheiro, vendendo DVD pirata e espeto de churrasco, tudo sem Nota Fiscal.

A primeira temporada tem vinte e quatro episódios, e mostra que muitos escritores e pintores ficaram famosos graças ao dinheiro sujo do tráfico de drogas e do mercado de especulação da Bolsa de Valores. A Amanda conseguiu entrar no esquema, mas não conseguiu inocentar o pai, mas pelo menos ela conseguiu botar o marido na cadeia, matar o cachorro do Jack, acabar com a reputação de um senador e jogar uma piranha de um prédio de cinco andares, só que a piranha não morreu, graças ao poder do dinheiro que compra os melhores médicos que milagrosamente consertam colunas e rostos deformados.

Enfim, isso me fez lembrar aquelas matérias chatas que vi na escola como Renascimento, Romantismo, Modernismo, onde autores ficaram consagrados com obras que ficaram imortalizados e são cobrados no Vestibular, o que me faz concordar com Karl Marx de que só temos duas classes sociais: aqueles que tem muito dinheiro e outros que só tem o blogger do Google para desabafar o quanto é chato ser pobre.

24 comentários:

  1. turbilhão 1.463

    Bom dia, sr.Hosaka.
    Pelo menos a Amanda/Emily não gastou tempo com a depressão.
    Foi fazer o que achava.(não acredito porém que ela terá um final feliz)

    Por um tempo fiquei entusiasmada com o tema cérebro/mente/comportamento.
    A pesquisa que fiz sobre ele gerou a série "turbilhão"(iniciada em 2.009).
    Falei consideravelmente sobre a depressão(entre outros subtemas), mediante a renovação constante das informações sobre ela.
    Existe um uso indiscriminado de medicamentos(antideprê) que compromete a vida,e a saúde dos pacientes depressivos.
    Já mencionei que quando se fala em nosso país a respeito de saúde mental,e do uso dos "recursos intelectuais" para fins produtivos - só se liga para essa doença.
    Pouco se comenta sobre a educação,e/ou sobre os meios em desenvolvimento para a melhoria das cognições na população infanto-juvenil.
    (vide uma longa crônica que fiz nesse blog, em 2.011 a respeito da superdotação intelectual)
    A preocupação pedagógica é considerada "provinciana".
    Ninguém diz isso,mas intuímos.
    A galera prefere promover as indústrias de remédios,e fazer as senhoras que vivem com "dor de cotovelo"-em função do divórcio ou da viuvez _acreditarem que a tristeza delas não tem cura por meios normais.
    Educação não dá lucro a curto prazo.
    Antigamente,as pessoas faziam(ou dançavam) sambinha quando estavam com coração partido,hoje em dia,se dopam.
    Seria uma boa experimentação levar todas as depressivas a verem que um "pano de fundo" para a tristeza delas é o remorso por não fazerem muito pelo país,ou por suas próprias famílias- o que cria um círculo vicioso de melancolia.
    Tal experimento influenciaria no controle do problema social de uma juventude desamparada em alguns nichos.
    Enquanto os mais velhos estão sendo (mal)atendidos por toda gente interessada em ganhar seus reais, as crianças pobres permanecem desassistidas,e faz muito tempo que andamos sentindo as consequências do fato na elevação da violência urbana.
    As escolas formam mal aos jovens de boa índole.
    Tem gente que nos atende nos mercados,que não sabe fazer uma conta comum.
    Afinal, o foco em questões como "desenvolvimento normal,coesão das famílias e melhores escolas",é "pequeno e típico das matronas".
    Grandioso mesmo é entupir de drogas lícitas as coitadas que podem pagar por isso e que não desejam incorrer no erro de fazer amizade com um traficante legítimo,e moda mesmo é falar em tal assunto o tempo inteiro.
    Chique é mandar construir trens balas,estádios de futebol,entre outras obras que não vão "encher a barriga".
    O psiquiatra dr.Guido Palomba contou que em sua opinião,alguns antidepressivos podem ser jogados no lixo,e que muitos casos de doença mental são controláveis via tratamento psicológico.(nós mulheres somos as mais atingidas pelo problema,e as mais enganadas pelos médicos)
    Anos atrás me receitaram um.
    Tomei cinco comprimidinhos,e deixei de lado.(pensei,prá nunca mais,pois não me trouxe benefício)
    Soube logo que o que me levava ao desânimo e à irritabilidade era uma anemia- que eu logo tratei.(depois de outra consulta ao clínico geral)

    Esse texto tentou exemplificar o quanto uma orientação egoísta em excesso de alguns, em nada colabora para reduzir os problemas coletivos,o que vêm causando uma verdadeira ...revenge.

    continua

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. continuação/final

      Talvez estou maluca.
      Se algum psiquiatra ler esse artigo,irá me receitar um antideprê.
      Quiçá,ambas as situações não se influenciam mutuamente e ainda por cima,depressivas e crianças rancorosas são na verdade vítimas de uma mesma história onde os poderes constituídos fomentam injustiça,pobreza e ilegalidade.
      Pena que todos os tristonhos e revoltados estejam tão desunidos.

      (essa idem foi mais uma crônica de "livre pensamento",mas reparem que comentei nela sobre a melhoria individual obrigatória em nossa vida comum- e sobre como sua presença ou ausência pode contagiar o "todo",e tal tema é eminentemente budista.
      Sou "livre pensadora",mas a essência dos meus temas,é nossa caminhada lenta ou rápida rumo à iluminação)

      Um bom dia e uma boa semana ao povo.

      §§§§§§§§§

      Excluir
    2. turbilhão 1.464

      Falei nesse assunto da depressão no blog do sr.William até me cansar.
      É um tema da moda, as pessoas ligam mais para isso,do que para os problemas do país.
      A doença é um caso sério e endêmico,que impõe dificuldades ao nosso modo de vida,anula a alegria de viver e sepulta os sonhos,nos inviabilizando,mas o que me incomoda é o folclore que fazem em torno disso.

      Em todo caso é bom lembrar que uma tristeza sem maiores explicações,muitas vezes tipifica o declínio das forças físicas e sinaliza alguma doença.
      Até um simples resfriado costuma ser antecedido de certo mau humor.
      É preciso conhecer o próprio corpo,e cuidar da saúde que temos para garantirmos a continuidade da nossa energia,da nossa vontade de viver,e de cumprir nossos deveres,pois se a vida existe, é porque deveria ser uma circunstância um pouco mais encantadora.
      Que nem minhas "encantadoras" para nossos blogs.

      Excluir
  2. A vingança é algo interessante, mas errado. Nos 10 mandamentos não está escrito que vingança é pecado, mas diz para amar o próximo. Amando o próximo não se faz vingança.
    Tem um pessoal aqui que está fazendo muito mal para minha vida e a minha vontade é de fazer igual a moça de Revenge. Mas essas coisas nunca terminam bem.
    O Deus da Bíblia é vingativo, no VT tem muita vingança. Não é 233?

    SA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um pessoal aqui? Aqui onde, dona Selma? Dito aasim, ficamos sem saber se é onde mora, ou se é no Blog.

      Excluir
    2. A vingança.

      14 Abençoem aqueles que os perseguem; abençoem-nos, não os amaldiçoem.

      15 Alegrem-se com os que se alegram; chorem com os que choram.

      16 Tenham uma mesma atitude uns para com os outros. Não sejam orgulhosos, mas estejam dispostos a associar-se a pessoas de posição inferior. Não sejam sábios aos seus próprios olhos.

      17 Não retribuam a ninguém mal por mal. Procurem fazer o que é correto aos olhos de todos.

      18 Façam todo o possível para viver em paz com todos.

      19 Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: "Minha é a vingança; eu retribuirei", diz o Senhor.

      20 Ao contrário: "Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber. Fazendo isso, você amontoará brasas vivas sobre a cabeça dele".

      21 Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem.

      Romanos 12: 19-21

      Excluir
    3. AQUI onde moro, claro... Já te contei a história...
      Abs. SA

      Excluir
    4. Sim, eu entendi, mas ficou ambíguo, porque, por exemplo, alguns companheiros de debate gostariam de me ver atropelado, de preferência por uma locomotiva. Eles são enganados e idolatram os enganadores, ao passo que eu, que os alerto para as mentiras que lhe impuseram, sou odiado.
      Mas isso é normal. Jesus disse que os seus seguidores seriam odiados como ele foi.
      Isso é um alerta, porque aqueles que todo mundo admira têm certamente que estar no time adversário.
      (quase todo mundo admira o papa)

      Excluir
    5. tripitaka 1.043

      quando passo maiores problemas,costumo duplicar o tempo da meditação.
      Ano passado,orei diariamente o "sutra do coração".
      Na impossibilidade de viver recitando o sutra inteiro,quando não o temos à mão,podemos repetir seu mantra principal.
      ( Om gate gate paramgate parasamgate bodhi svaha)
      Todo mantra começado com a sílaba "om" serve para eliminar o mal.

      Em alguns casos, porém, também é eficiente lidar com a realidade de uma forma direta, ir ao pronto socorro, chamar a polícia,ou "negociar"(nem que for a tapa) com os chatos de plantão.

      Excluir
    6. Você vai vencer esses problemas que estão te causando,você vai ver(ou eles vão ver só uma coisa...kkk...)

      Excluir
    7. Para que se preocupar, dona SA, o Bundhão gordo é abençoador de toda a humanidade, vai abençoar a senhora também. Ele abençoa tanto, que na Índia, a terra dele, nada acontece de ruim, lá ninguém estupra mocinhas até a morte.
      Recite um mantra, sentada sob uma mangueira, e chupe mangas entre algumas centenas de recitações. Tudo vai dar certo.
      Outra coisa, feche seu consultório e deixe de trabalhar. Não compre mais comida, faça jejum. O Bundhão disse que a raiz de todo sofrimento é o desejo. Se a senhora não desejar comer, nem vestir-se, nem ter saúde, nem ter dinheiro, será feliz mesmo quando isso tudo lhe faltar.
      Essa a "iluminação" que o Bundhão atingiu meditando. Esse é o "deus" da LG.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. tripitaka 1.044


      Olá, Adilson.
      Se você ler ao evangelho direito verá que o sr.Jesus também apregoou "a mutilação do ego".
      No que dependesse dele, todos virariam padres e freiras.
      Mas não podemos ter certeza de quais foram as palavras dos nossos mestres- na íntegra.
      Só conseguimos assimilar-lhes o sentido por aproximação,e por plausibilidade.
      Sr.Buda inicialmente quis formar um monastério e não desconfiou que a moda que estava inventando iria se espalhar por metade do mundo.
      Ele deixou lições de vida idem para os que não iam cumprir à risca seus ensinamentos mais severos.
      Posteriormente os concílios(até agora houve uma meia dúzia) transformaram a intenção do dharma-e acho que ele concordou com isso(postumamente)pois o Budismo e os budistas continuaram sendo abençoados ao longo do tempo.
      Superar o desejo deve ser interpretado como "superar o desejo excessivo,e/ou o desejo ruim".
      Deve ser interpretado também como superar os vícios de caráter e a concuspicência.
      Já pensava em dizer o que direi agora,e essa será uma hora oportuna.
      Sri Santinho sempre foi atuante,e eu posso acreditar nisso,porque o povo asiático tem uma vida "mais em ordem" do que nós ocidentais.
      Você deveria ter vergonha de criticar a India, morando em nosso Brasil.
      Eu quase comentei a onda de violência que grassa por lá,mas ruborizei quando pensei em escrever uma dissertação a respeito.
      Eles estão com problemas.
      Multiplique porém as ocorrências indianas por mil,e veja o cenário.
      Esse cenário é o do SPTV...

      Nenhum santo pode obrigar o mundo a ser do jeito que ele(o mundo) precisa ser.
      Sr.Buda não controla o povo da India,-sua pátria de nascença.
      Não foi aceito ali,a universidade de Benares até foi destruída.
      Assim como sr.Jesus foi morto no meio dos compatriotas.
      Você é pró-Israel?
      Também admiro os judeus,mas eles agem mal contra os palestinos.
      Isso é mais sério do que o conjunto de ocorrências indesejáveis em curso na India,e olha que as barbaridades que em curso lá(na India), são atos perpretados por seres inumanos e monstruosos.
      Felizmente tanto os indianos quanto os judeus _em maioria_,são pessoas boas.
      E os indianos não são cúmplices de atrocidades cometidas aí pelo mundo ao passo que os judeus,por apego à sua terra prometida, são esses cúmplices.
      Por que sr.Jesus não "dá um jeito" no grupo dele?
      Porque é impossível.
      Os santos só funcionam para os que os aceitam,e seguem seus ensinos.

      Gostei do budismo desde sempre,porque na minha inocência antiga,achei que todos os praticantes de tal religião eram pessoas mais "centradas" do que as outras.

      Fique feliz por eu aconselhar a Selma.
      Ano passado orei o sutra do coração todo dia pois vivi um problemão prolongado.
      Foi quando eu postei muitas imagens de flores aqui no site,em outubro.
      Eu precisava me acalmar diante de contratempos persistentes.(na época,disse isso a vcs)

      Acabei "dando a volta por cima".
      E agora aguardo a oportunidade de poder publicar esse sutra,e mais três que eu orei,em locais de destaque aqui no blog- por agradecimento aos "auxílios" que tive.
      Desejo realizar tais feitos pessoalmente.

      Isso daí então,Adilson.

      A propósito...

      ...como vai sua...hã...letargia?
      (tóiinnng...)

      (texto reeditado)


      Excluir
    10. minha vingança "sará maligrina"(aos leitores)

      No dia em que eu encerrar o contrato com a TIM e migrar para outra operadora,ou ficar um tempo sem internet móvel,me sentirei vingada.
      Ela não tem opções melhores de internet,além da 3G.
      Quando anoitece,a conexão cai toda hora.
      Mas justamente é nessa hora que precisamos usar.
      No começo não era assim,mas agora,ela só funciona em determinados locais da casa.
      Num shopping daqui de perto,onde o sinal deveria ser bom, porque tem três lojas TIM funcionando lá, não pega "nem a pau".
      Tem vez que fico(aqui no sótão) vinte minutos para fazer uma operação simples no blog,devido a problemas de conexão.
      Idem, "por coincidência",na hora de eu sair é difícil finalizar os assuntos.

      E a operadora acha que pode impor políticas.
      Jamais consegui resolver o problema do envio da fatura.
      Contudo,espero pacientemente o mês de agosto...
      ...não aguento mais reclamar e viver trocando o chip nas lojas.
      Melhor será esperar a "revenge".

      "Será preciso ficar só para se viver"...Paula Toller.

      Excluir
    11. tripitaka 1.045

      O tema da vingança é comum na literatura e na mídia.
      As novelas globais que trataram disso(vi poucas) foram "Pai herói", "Fera Radical", "Avenida Brasil",talvez a "Irmãos Coragem".
      No gd do terra quando compus um longo conto religioso, estudei atentamente a história do Angulimala e o transformei num elemento vingativo.
      Não é possível saber o "fundamento" do que ocorreu a ele.
      Talvez ele foi limítrofe desde a infância,e acabou posteriormente se cansando da vida perigosa que levava.
      Na minha imaginação ele virou um executor dos bandidos da região em que morou.(para isso,me baseei no exemplo de um tipo assim (conhecido nos noticiários) que esteve muito tempo preso numa cadeia em Belo Horizonte)
      Mesmo se a história do "Rosário de dedos humanos"(credo...) foi simples, a superação das suas tendências violentas constituiu um evento impressionante, o qual ainda me interessa.
      Mas a cura da psicopatia não é acessível atualmente.
      Talvez nunca será,pois curar a psicopatia indicaria que também a conduta sociável é reversível- o que só é possível em caso de acidente que modifique o cérebro.
      (sr.Buda foi milagreiro,e conhecer tal lenda sobre ele me ajudou a querer integrar o grupo formado pelo mesmo).
      Quem pode curar caracteres,pode ajudar "salvar almas").

      Mas é a típica prosa.
      Assim como ocorre no desenvolvimento da inteligência e de outras habilidades psico-sociais, a instalação da conduta ruim depende da formação neuronal. E quando o mapa cerebral completa a formação (aos dezoito anos) dificilmente pode ser alterado.
      Doentes mentais severos nascem com tendências para se tornarem doentes, mas elas podem se confirmar totalmente ou não, no ambiente onde serão educados.
      Já não consigo discorrer tanto sobre o budismo.
      Isso porque cansei meu "páli"- quando escrevi aquele conto.
      Fiquei meses destrinchando costumes, tradições, falando em escolas do dharma, em templos construídos ao redor do mundo, contei a história do Budismo na India.
      Pensei que eu nunca ia conseguir acabar. (somei ali longamente os temas dos "turbilhões e das tripitakas")

      ...um tempinho depois, estava envolvida com o "livre pensamento",e proseando com o sr.William.
      A imensa pesquisa que fiz para compor o melodrama, valeu por várias catequeses a serem recebidas no templo.
      Quando eu integrar a "escola Chiryu"(o nível formativo da seita que frequento)-com certeza,serei ótima aluna.

      Excluir
    12. Quase um Brâmane

      esse foi o nome do meu romance budista,o qual infelizmente não salvei em nenhum pendrive,e que portanto perdeu-se com o antigo gd, mas poderei reescrevê-lo depois em meu blog.( está fresco na memória)
      É verdade que em nome do sr.Buda,do sr.Jesus,do sr.Krishna,muitos reverteram tendências antissociais,e passaram a agir melhor.
      Alguns malfeitores se regeneraram,e deixaram de ser malfeitores.
      Uma boa história foi a do imperador facínora da India sri Ashoka.
      Por que o chamo de sri(santo)?
      Todos o chamamos assim.
      Ao se converter,além de recuperar o caráter,tornou-se o grande difusor do dharma,e foi uma mistura de apóstolo Paulo e Constantino para nós budistas.
      Espalhou nossa religião pela Ásia inteira,mas voltando ao outro tema, suponho que os antissociais curados pela memória dos santos_ eram desajustados ao meio em que viveram,mas não eram psicopatas de verdade.
      Agiam mal porque não sabiam viver. (isso continua comum,assim como continua conhecida a história de tipos que "melhoraram" após o ingresso em alguma religião)
      Todavia, Angulimala foi o caso de um lunático real,que foi curado.
      Uma história única e formidável.

      Outra dessas flores amareladas a serem armazenadas em velhos diários de poesias que espero que algum dia tenham suas palavras transferidas para pcs cujos softwares sejam compostos de safiras.
      Acham que estou brincando?
      Minha vida como Safo é a única da qual consigo lembrar algumas cenas.
      Cientificamente,a jóia safira será o futuro da duração das memórias dos softwares.

      Li uma pesquisa recente sobre isso.

      Dou por finzalizada a prosa dessa manhã.
      Vamos sonhar com pedras azuis salvando nossos arquivos,ou compondo nossos neurônios.

      Um bom dia aos leitores.

      §§§§§§§

      §§§§§§§

      Excluir
    13. encrenca 1.335

      Antes de falar dos problemas urbanos da India,o Adilson deveria ter lido meu texto "turbilhão" dessa página onde "reclamei" do descontrole de uma parcela da juventude do nosso país que está aderindo à criminalidade devido à omissão dos que ligam mais para "as entranhas humanas" do que para os temas sociais e familiares.
      Na India eventos semelhantes não irão durar.
      Outros grupos tem menor tolerância com a impunidade,do que costumamos ter em nosso nicho tropical.

      Mas,esse texto se chama "encrenca",porque irei mostrar a safira.
      Coincidência ou não,essa sempre foi a pedra preciosa da minha preferência.

      azul,azul,azul...

      Excluir
  3. Fico pensando no coitado do do lusitano ao ler aquele massacre do Fraterno sobre os rivailistas. Deve ser como ver seu time de futebol do coração levar uma goleada de dez a zero. Acho que ele perdeu o sono, se é que tem um mínimo de clareza mental. Aqueles que debateram com o Fraterno devem estar tendo pesadelos até hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. 233 »» Fico pensando no coitado do do lusitano ao ler aquele massacre do Fraterno (...)
      ---
      :))...
      bem... aqui convem dizer ao perturbado 233 que apenas dei uma espreitadela no site...

      ... e como vi logo do que se tratava, não precisei de ler o que foi desenvolvido sobre o que estava sendo exposto e que não seria diferente de milhentos outros que já vi e que em nada (nada mesmo, mesmo) afetaram minha estabilidade emocional quanto ao meu rumo de crença, sobre a intrigante questão:

      "COMO VIEMOS... POR QUÊ VIEMOS... PARA ONDE VAMOS" (???) ...

      Portanto... nada de massacre, tá?!?!... :))...

      Excluir
  4. Para a dra. Selma, que tem parecido estar um pouco amarga, uma musiquinha animada que fala da doçura do açúcar, do mel...

    http://www.youtube.com/watch?v=TYxDzu0XMx8



    Lyrics:

    Sugar, ah, honey, honey, you are my candy girl
    And you've got me wanting you
    Honey, ah, sugar, sugar, you are my candy girl
    And you've got me wanting you.

    I just can't believe the loveliness of loving you
    (I just can't believe it's true)
    I just can't believe the one to love this feeling to
    (I just can't believe it's true)

    Ah, sugar, ah, honey, honey, you are my candy girl
    And you've got me wanting you
    Ah, honey, ah, sugar, sugar, you are my candy girl
    And you've got me wanting you

    When I kissed you, girl, I knew how sweet a kiss could be
    (I know how sweet a kiss can be)
    Like the summer sunshine pour your sweetness over me
    (Pour your sweetness over me)

    Oh, sugar
    (Pour a little sugar on it, honey)
    Pour a little sugar on it, baby
    I'm gonna make your life so sweet, yeah, yeah, yeah
    Pour a little sugar on it, oh yeah
    Pour a little sugar on it, honey

    Pour a little sugar on it, baby
    I'm gonna make your life so sweet, hey, hey, hey
    Pour a little sugar on it, honey

    Ah, sugar, ah, ah, ah, honey, honey
    Ah, ah, you are my candy girl
    And you've got me wantin' you
    Oh honey, honey, sugar, sugar
    Honey, honey, sugar, sugar
    (You are my candy girl)

    ResponderExcluir