quarta-feira, 29 de maio de 2013

The End


9 comentários:

  1. carpideira 582

    Humpf.

    O blog morreu,vai ressuscitar,reencarnar,mas quem vai para a cova sou eu.
    Que cansaço...(uah...)
    Noites em claro escrevendo groselha só para ver os demais postantes sumirem,e suspeitar que não estou ajudando, mesmo me esforçando.
    Prá morrer,basta estar vivo.
    Por que chamo meus temas atuais de "groselha"?
    São doces e açucarados em demasia.
    Já tinha ficado um ano falando em tudo isso no outro blog.
    Atualmente eu queria expressar o livre pensamento,ou discorrer a respeito de religião.
    Mas ninguém liga para temas "comuns" e quanto à religião,bem...só a Josefa Musselina é que faz sucesso nessas bandas.
    Já fui uma poeta famosa alhures.
    Hodiernamente,para brilhar um pouco,eu precisaria usar uns lencóis na cabeça numa sessão mediúnica-embora nunca tenha ido a um centro espírita.

    Sabem o que eu achei na minha estante?
    O resumo da versão de "A Ilíada".
    Gostaria de passar uns dez dias lendo jornais e romances.
    Minha presença aqui não está ajudando tanto,e estou desanimada.
    Posso ter ibope,mas não consigo criar as polêmicas que eu queria.

    Não foi o Adilson quem pôs tal idéia na minha cabeça.
    Eu notei tal fato com clareza especialmente na semana anterior,tanto que segunda feira cheguei aqui determinada a "dar uma pausa" para descansar.
    Não consegui,porque naquela hora o Adilson falou uma pataquada para mim e eu me zanguei.

    Bem que eu gostaria de usar o espaço onde ora escrevo para postar alguns textos sobre o Budismo,mas receio ter tal atitude.
    O pessoal parece não querer ficar perto de mim.
    Se eu postar tais crônicas,o único que vai escrever aqui depois,será o Adilson.
    Essa é uma das razões pelas quais eu queria ser colaboradora- e poder usar os espaços de destaque quando tenho temas "fundamentais para nós".
    Quando eu posto temas "ultrareligiosos" em locais de réplicas,os outros postantes,talvez em sinal de respeito,não escrevem direito na página.

    E minha intenção oculta ao querer "dar um tempo" era obrigar o sr.Hosaka a reaparecer.
    Ele não podia se ausentar- o que está acontecendo?
    Tem horas em que me sinto uma coitada.
    Eu me esforço às vezes,e não só não consigo o que preciso conseguir,como pareço conseguir o contrário.

    Como fiquei reclamando nesse momento,procurarei elevar o clima na próxima postagem,versando em algum tema livre.
    Ou falando nas minhas groselhas de sempre.


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. encrenca 1.355

      Eu questiono porque não tenho boas interações para meus temas de "pensamento livre".
      Sem perceber,comecei a me aventurar na filosofia ainda no final de 2.008- no gd do Terra,quando falei longamente nas consequências da falta de saúde mental na população.
      Todo budista é livre pensador.
      Algum dia eu ia me transformar em "filósofa fajuta",pois Safo foi considerada "pré-filósofa".
      Talvez certas transições são mesmo demoradas.
      Esse interesse me levou a inevitável aproximação com o sr.William,e como proseamos sobre essas idéias nesses anos.
      Todavia em outros locais,a indiferença aos meus assuntos é "feiosa".
      O povo se importa mais com a religião.
      Ou existe o obstáculo do velho preconceito contra as pensadoras.
      Não sou chata.
      Escrevo bem.
      Procuro saber do que vou falar antes de me aventurar em algum assunto.
      Mesmo assim ninguém "mostra que me escuta".
      A filosofia foi um domínio masculino por muito tempo,porque ela tem certa aplicação política,e nós mulheres estivemos excluídas do comando das iniciativas da sociedade até recentemente.
      Acredito que quando as pessoas entram no blog de uma "pensadora",elas se agastam,porque inconscientemente consideram um atrevimento nosso o de "pensarmos em voz alta".
      Nosso ofício é falar em religião,dar aulas de história,geografia,artesanato,línguas estrangeiras, postar receitas culinárias- ou ensinarmos artes esotéricas.
      Não podemos(segundo a opinião popular) nos ocupar de prosas políticas- a não ser quando temos uma ocupação que exija essas conversas.

      E quando somos aceitas nisso, os leitores querem de nós uma competência intelectual_ e gramatical_ de "alto nível".
      Não exigiriam isso de um "pensador".
      Acho que também estou expondo tais temas "livres" em locais errados.
      Eu sei que lá no Facebook não adianta discorrer sobre eles.
      O espaço é que nem um álbum de família.

      Algum dia encontrarei uma turma que fale que nem eu.
      Não estou criticando aos leitores do blog.
      Aqui é bom para falar em religião,em esoterismo,e para "lecionar história".
      Se tenho bastante vontade de realizar uma das atribuições acima,esse é o melhor lugar que tem,e estou em tal momento atualmente.

      Por ora é isso aí,e melhor é parar de "chororô".

      Excluir
    2. entropia 173

      Nessa noite eu tive um pesadelo.
      Sonhei que uma amiga minha estava praticando adultério.
      O namorado extraconjugal era o Adilson.
      Os dois estavam no maior ´"auê" sob os lençóis,quando o sr.Fulano,marido,chegou em casa.
      Na confusão,um dos dois se trancou no guarda roupas.

      Bem...tudo normal,se eles não tivessem feito a coisa simples que vou contar...e não sei se eles estavam xaropes das idéias naquela hora...

      Foi ela a se esconder.
      O Adilson permaneceu na cama.

      (fiuuuuuuuu...hahaha!)

      Excluir
  2. Hoisaquinhaaa.... Esquece a princesa! Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. tripitaka 1.061

      SR.HOSAKA,
      volta pro blog,amanhã é um feriado católico,escreva sobre ele!

      ascensão

      Excluir
    2. Dessa vez, serei uma coisa que não costumo ser: humilde.

      Embora eu saiba que meus textos estão tendo considerável ibope, essa postagem de anteontem subiu para o topo das mais vistas apenas por si mesma.(não houve "sociedade" com o mérito das minhas postagens)
      Parabéns para a Selma,e para a idéia bem humorada(e assustadora...hehe!) que ela teve.

      Excluir
  3. Eu perguntei ao V-V-ai-sem-Volta se ele já tem opinião sobre quem foi que se passou pelo espírito da mamãe Peruquita e "revelou" as asneiras do "Cartas de Uma Morta". Mas como é que vou saber se ele respondeu, se o Blog está entulhado das bobageiras da maluquinha?
    Que chatura! Se eu fizer Medicina, não vou me especializar em Psiquiatria nunca. Haja paciência pra aturar malucos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nós "malucos" é que aturamos vc.

      ...desejo contar aos leitores "de passagem" que além da personagem mais famosa do blog ser a Josefa Musselina,nosso livro mais "badalado" não é a bíblia,não é o corão,não é o Vedanta número tal,não é uma das tripitakas,não é algum romance do Paulo Coelho(o autor preferido do Adilson),não é Eros,tecelão de mitos,mas é o ...
      Cartas de uma morta.
      Vira e mexe,vemos no site a imagem de uma senhora coberta de musselina,e comentários sobre o conteúdo do "Cartas".
      Assim continuaremos no bardo,e nos mundos do renascimento.

      "Se eu fosse "um político" minha vida não seria assim"...(Ed Mota)

      Excluir
    2. Agora é verdade.

      Cumpri meu dever de "elevar o clima" piorado nessa semana.
      Para não deixar o site "inteiramente",irei postar todo dia alguma mensaginha,ou -aproveitando o interesse despertado pelo Globo Repórter da última semana,postarei diariamente alguma imagem de um país de cultura budista,mas estarei fora por uma semana.
      Preciso atualizar a leitura de notícias, quero ler os clássicos gregos.

      Quando eu tentei "sair",acabei numa discussão estéril com o "joão da casa".
      Então,precisei reparar os danos,mas agora está tudo bem.
      Por favor,apareçam mais e façam postagens.
      Peço tal favor também aos "solistas".

      Um bom domingo aos que "viram".

      §§§§§§§§§§

      Excluir