quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Para onde vai o lixo?

Hoje eu vi uma menina, talvez de dez anos, com um copo de refrigerante que ofereceu para um gari, presumo que seja o pai dela. Ele tomou todo o refrigerante, e arremessou o copo para o buraco do bueiro. Depois tirou o uniforme, pegou a menina pelas mãos, e foi embora.

Bem que eu queria chamar a atenção do gari, queria protestar que aquilo é um péssimo exemplo que ele deixava para a menina que o acompanhava, mas não tive coragem. Provavelmente, ele iria responder assim para mim, "e onde é que vou enfiar essa porra de copo? No seu traseiro?" Ou seja, ao invés de tentar reeducar o gari, eu iria arranjar uma briga.

De tarde, estava no Banco do Brasil, esperando a minha vez de ser chamado. Como eu sei que isso é muito demorado, aproveitei para ler o Estadão pelo Note II, e quando estava terminando de ler o segundo artigo do jornal, um funcionário chamou a minha atenção, mostrando uma placa que é proibido o uso do celular dentro da agência.

Fiquei extremamente chateado, mas foi aí que eu lembrei do gari. Será que uma placa sinalizadora proibindo o uso do bueiro como se fosse uma lata lixo funcionaria? Provavelmente, não, pois eu juro que não vi a placa do celular, ela é muito pequena, bem no fundo da agência.

Enfim, de noite, depois de um merecido banho, eis que vou para o Facebook, onde encontro o comentário do pastor sobre a dificuldade que eu tenho de dizer que "Jesus morreu por mim". Ele disse que sou cego, e sou cego porque eu quero. O debate religioso é bastante desgastante, mas como eu sou veterano nessa área, simplesmente agradeci o comentário, deixando de lado Jesus e o significado de sua morte, ou seja, no velho bueiro de sempre.

Mas a minha intuição me avisa que a cidade vai enfrentar o transtorno quando vier uma chuva, muitos carros e mercadorias serão perdidos com o alagamento, isso sem falar do perigo da água da chuva misturado com o lixo urbano se transformar em foco de doença. Claro que o meu texto em nada vai ajudar a resolver esse problema, mas pelo menos consegui responder a essa questão que apareceu no Facebook, "o que você está sentindo agora?"

21 comentários:

  1. A ameaça do 233

    Não era bem isso que queria comentar hoje, mas como estou escrevendo também para o Facebook, não ia fazer o menor sentido comentar lá a recente ameaça do Adilson abandonar o Blogue da Selma, caso as orquídeas voltassem.

    Isso é um problema bem sério. O Adilson é o escritor mais importante do blogue, graças a ele, estamos protegidos contra o engodo do espiritismo, do catolicismo e do orquiderismo (amar as orquídeas mais do que o semelhante ou até mesmo Deus)

    É uma decisão difícil para a Selma assumir sozinho, mas como sou simpatizante do Artigo 5o. da Constituição Federal de 1988, onde reza pela liberdade de pensamento, eu gostaria de encorajar a Selma a liberar o acesso à Srta Nihil.

    A perda do Adilson será muito grande, logo agora que estava quase me convencendo que os santos não consertando coisa alguma, mas, fazer o quê, lei é lei, e Jesus nos ensinou a respeitá-las. Selma, não sei se isso serve de consolo, mas perder o Adilson não é a mesma coisa que perder Deus, isso eu garanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro Hosaka, os problemas religiosos e pertidários são fruto de uma coisaa bem simples: falta de entendimento, não no sentido de "paz", falo do sentido literal.
      O senhor entende muitas coisas erradamente. Eu não pedi a proibição das orquídeas, eu disse que minha opção seria abandonar o Blog. Detesto más companhias. Isso não tem nada a ver com artigo da constituição. Ater-se ao assunto é questão de educação. Acaso o senhor falaria de celulares numa reunião da igreja para arrecadar fundos para comprar mantimentos para doar aos pobres? Acha que isso seria pertinente só por causa do artigo constitucional?
      Não fiz ameaça" para pressionar a dra. Selma, ela é livre, mas somente para deixar claro, pela centésima vez, que a srta. Nihil é bem mal-educada e se acha com o direito de "melar" o assunto do Blog porque não interessa a ela falar de Deus, Jesus, Catolicismo ou Rivailismo. Ela é ateia e idólatra, mas nem com o Bundhão e os milhões de deuses da Índia ela se importa. Ela gosta é de impor sua vontade onde não é bem-vinda. Por que ela não procura os blogs de orquidófilos? Acho que lá ela se poria a falar do Bundhão só para chatear.
      Assim como ela é também esse babalhão Mb.
      Minha vontade, sr. Hosaka, é mandar os dois pra ponte que caiu. Eles são intragáveis. Problemas sexuais não resolvidos, certamente. Acho que ele é V-Veado, ela é sapatão e estão sem dinheiro para bancar "clientes" que devem cobrar muito caro porque ele é velho e ela é tribufu de 150 kg.

      Excluir
    2. A 233 tá nervosinha hoje, acho que deve ser TPM. Foi trocar a calcinha e rasgou. Tambem compra nos camelos da Cinelandia, hehehe

      Excluir
    3. O Adilson pensa que aqui é a Praia Grande,sr.MB...

      ...

      Excluir
    4. Para o Adilson,

      eu "prometi" que vou esperar por sua conduta cortês,para eu voltar a postar minhas orquídeas,se e quando eu for relogada no blog.
      Desejo que minha série "Natureza Viva" esteja cercada de bons influxos,pois minhas imagens de natureza pretendem irradiar harmonia,e não o contrário disso.

      Agora,faça sua parte.
      Tenha mais respeito,pois vc também está na "casa dos outros".
      Vc me acusa de "não ter educação",mas ao contrário de vc,não costumo criticar quem não me fez nada.
      Está agindo como "moleque",mas procurarei ignorá-lo,doravante.

      Dessa vez,só agirei em acordo com a vontade de "todos" sem exceção.
      Isso inclui vc.
      Então,espero uma certa parcimônia sua nesse momento.
      Trate de me esquecer,enquanto eu não voltar a falar no assunto das flores.
      Teremos muito tempo para debater sobre isso.

      Excluir
    5. Esclarecendo,

      não sou só eu que "estou na casa dos outros".
      Vc também está.

      Excluir
    6. sr. Hosaka, o escritor mais importante do blog é o senhor mesmo, deixa de falsa modéstia. Se o sr. sair ou parar nem quero pensar como vai ser o meu dia. Não vou ter mais motivação para ler ou escrever neste blog. Fiquei só, nem a cachorra ficou ao meu lado. Não posso me dar ao luxo de ficar sem o blog também. Por favor, permaneça sempre. O 233 não faz falta para ninguem. É um pobre coitado (a)??!! hehehe

      Excluir
    7. Sr.M.C,de qualquer forma,o Adilson é uma presença importante no blog.

      Mas,o sr.Hosaka,de fato,é a "eminência" em qualquer lugar onde ele se encontra.
      O jeito de você falar,me deu saudade do professor.
      Tentarei me reaproximar dele,nesse ano.
      Nunca mais ele apareceu.
      Será que hoje em dia,ele conseguiria escrever alguma coisa que não fôsse redundância de tudo o que ele já disse?
      Outro dia,eu falei para o sr.William que receio o dia em que minha prosa começar a reciclar eternamente,idéias antigas.

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Bom dia ao sr.

    Quando vejo pessoas jogando latas de refrigerante,ou os restos da sua bolsa,na calçada,ou no bueiro,eu noto que elas fazem isso com certo prazer,e olhando em volta,para saber se estão sendo vistas em sua atitude.
    Produzir lixo,e "mostrar isso ao mundo",nesse nosso Brasil é considerado chique.
    Sujar a cidade inteira, é um "fetiche" consciente do povo,em torno de uma suposta "prosperidade individual".
    Dizem que tal comportamento é uma herança do período do império.

    Tenho muita vontade de dizer para qualquer adolescente que eu vejo sujando as ruas,que ele não passa de um brega,de um cafona,e que não contaram para ele(ou para ela) que o mesmo é um "pé-rapado".
    E que daqui a pouco,pobres seremos todos nós,pois as enchentes da cidade,poderão nos deixar sem casa para morar.
    O sr.lembra do Sugismundo(aquele antigo personagem televisivo)?
    O que fizeram com ele?
    Era tão bonitinho...(hahahaha!...)...mas foi ineficaz,pois não conseguiu educar nossa geração.

    Hã...eu uso normalmente notebooks em agências bancárias.
    Acho que o sr.estava usando um smartphone,que apesar do tamanhão, é um celular.

    ResponderExcluir
  3. A Selma ainda não me relogou...mas eu já tenho preparados os sutras que desejo postar.
    Eles vão ser minhas quatro primeiras mensagens em destaque,e irei postar um por página.
    Só a partir da "quinta página",a série "Natureza Viva" irá retornar.

    Assim mesmo, não sei.
    Estou dependendo da "cordialidade" do Adilson.
    Enquanto ele não elogiar a "Natureza Viva",não sei não.
    Pois ela é uma sequência onde costumo empenhar bastante sentimentalismo.
    E eu desejo apreciação a ela.
    Por isso,estou na dúvida...

    Um bom dia a vcs,por ora.
    De preferência,um bom dia de cidade limpa,com canteiros cheios de rosas e orquídeas.
    (hehe!...)

    ResponderExcluir
  4. A fim de evitar bate-bocas a solução é muito simples. Tudo irá continuar do modo que está. Adotando o mesmo ponto de vista do William, não aceitarei mais colaboradores. Ponto final.
    A Nihil tem seu próprio blog, e é livre para comentar tanto aqui quanto no blog do "vizinho".
    Portanto, repetindo: ficará como está. Sem mais colaboradores. Ah, e também não recebi o e-mail que a Nihil disse ter mandado.

    Assunto encerrado por enquanto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Selma,eu queria me relogar no seu blog para postar em destaque,quatro sutras budistas.(um por página)
      Aqui seria melhor para mim fazer isso,porque é um blog com mais "audiência" do que o meu,que está quase inativo.

      As orquídeas só continuariam(ou continuarão) a aparecer a partir da quinta página.
      Talvez,não iria(ou não irei) postar,pois o Adilson está contagiando o ambiente com maus fluidos,e eu não desejo que uma série minha sobre a natureza,seja motivo de discórdia.
      Tenho medo dele começar a me criticar,nos espaços de réplicas das flores que eu expuser.

      Para mostrá-las,eu iria/irei esperar a "cortesia" dele.
      Porque ele é um "vínculo forte" aqui no blog.
      Enquanto o mesmo não praticar um "ato de submissão",não imporei minha vontade.

      Fica ao seu critério.

      Como o e-mail não chegou a você,irei mandar de novo(entre hoje e amanhã).
      Não serei "ponto alvo" de "prosa furada" no seu site,já basta o "trololó" entre ele e o Vaivolta.
      Essa nem seria uma conduta digna de uma praticante do Budismo.
      Prefiro discorrer sobre variedades,o que eu estava querendo fazer nos espaços de réplicas das minhas futuras postagens em destaque nesse local.

      Não sou dada a "briguinhas",nem sei se o Adilson existe.
      Então,vc não precisa se preocupar.
      Voltarei a florir o "pedaço",se nosso amigo prometer que vai se comportar.
      Senão,mesmo como colaboradora,continuarei sendo uma presença esporádica.
      (não ando tendo tanto tempo mesmo)
      A exposição dos sutras budistas,foi uma promessa que eu fiz aos meus santos,numa hora de necessidade,meses atrás.
      Gostaria de cumpri-la,pois sri Santinho,e sri Avalokistewara foram bondosos comigo- quando precisei.

      Isso aí.

      Até mais tarde.

      Excluir
  5. quem é o MANJA ROLA do GD :

    (X) - 233

    ( ) - Historiador

    ( ) - Corvo

    ( ) - Carmontoni

    ResponderExcluir
  6. Na verdade o Hosaka é :

    ( ) Daniel

    ( ) Wiliam

    ( ) André

    ( ) Andros

    ResponderExcluir
  7. Olá Hosaka. Forte Abraço!


    14. O iPhone tem data para pifar - e as lâmpadas também

    Segundo a Apple, a bateria do iPhone aguenta aproximadamente 400 ciclos completos de carga e descarga. A partir daí, ela começa a perder desempenho até, eventualmente, pifar. Isso é uma consequência natural e inevitável, pois os materiais empregados na bateria (tanto a da Apple quanto as dos demais fabricantes) se desgastam com o uso. O problema é que, como a bateria do iPhone não é removível, o usuário é obrigado a enviar seu iPhone para a assistência técnica se quiser trocá-la. E aí vem a surpresa: nos EUA, essa substituição custa US$ 80 - quase o preço de um iPhone novo, que lá custa de US$ 99 a US$ 199 (com os subsídios fornecidos por operadoras). Acaba compensando mais comprar um aparelho novo, mais moderno, e simplesmente jogar fora o antigo. Ou seja: na prática, o iPhone já sai de fábrica com uma data de morte.

    As lâmpadas incandescentes também. Elas duram em média 1 000 horas, mas poderiam durar muito mais. Isso só não acontece devido a um acordo celebrado entre os 7 maiores fabricantes de lâmpadas do mundo - que na década de 1920 decidiram limitar a durabilidade do produto para vender mais. Os fabricantes cujas lâmpadas fossem consideradas excessivamente duráveis, inclusive, tinham de pagar multas ao grupo. A manipulação foi comprovada por uma investigação feita pelo governo inglês nos anos 1950. Mas, até hoje, a vida útil das lâmpadas se mantém em torno de 1 000 horas.


    15. O iPhone grava os lugares onde você esteve

    Os dados ficam armazenados num arquivo e são transferidos para seu computador quando você o sincroniza com o iPhone. "Não há evidência de que a informação seja transmitida para a Apple. Mas qualquer pessoa que tenha acesso ao seu computador pode acompanhar os seus movimentos" e saber onde você estava, minuto a minuto, diz o especialista em segurança Pete Warden, que é ex-funcionário da Apple e revelou o segredo. A Apple diz que o iPhone não fica vigiando o usuário, e que o suposto rastreamento é apenas uma maneira de aumentar a precisão do GPS - que só opera com o consentimento da pessoa. "O iPhone mantém um banco de dados com a localização de hotspots Wi-Fi e torres de celular, para ajudar a calcular sua localização de forma rápida e precisa quando solicitado", afirma a empresa.

    (fonte) http://www.deondesaiuisso.com/2013/01/25-coisas-que-estao-escondendo-de-voce.html

    ResponderExcluir
  8. Frank K Hosaka não existe - é só um dos tantos niques da Srta. Orquideia. Hosaka é por demais inverossímel. A evidência deste fato ocorreu com a fantástica estória do porão em que ele viveria, em Diadema - cuja proprietária seria a Dona Maria Beatrix. Hosaka não pagava aluguel. Vez em quando ele prestava algum discreto servicinho para a Dona Maria Beatrix, ou Boa Atriz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc ainda não está conseguindo imitar o Teacher...(hahaha!...)

      Excluir