sábado, 27 de abril de 2013

Continuando...


233 >> O corpo ressuscitado de Jesus não era como o nosso, porque Paulo explica que os ressuscitados terão um corpo especial (cap. 15 da epístola aos coríntios),

 >> Jesus disse que aqueles que ressuscitarem serão como os anjos.
 ------
Quem leu o "O Livro dos Médiuns" sabe perfeitamente que os Espiritos "materializados" (tendo puder para isso e querendo) podem agir APARENTEMENTE como se tivessem corpo humano e fazer coisas que faziam quando na carne...

  - entre-se nesse link abaixo e veja-se uma pequena amostra do que é dito nesse livro... (mas o ideal, para um melhor e mais completo entendimento, seria ler todo o conteúdo e não somente partes retalhadas)...

 Quanto aos Espiritos de Nosso Lar", região próxima e que abastece a Terra de Espiritos, é dito pela D. Espirita que, aqui, é uma copia do sistema organizativo que acontece por lá... e...

 ... como ali a "mente é Espiritual" (digamos assim) :)... nada tem o "corpo condensado/material" que acontece haver por cá, inclusivamente a comida, evidentemente... :)...

 e ainda... se os corpos que são" ressuscitados" são outros e não aqueles que eram os do individuo quando andou por cá,  que corpos são esses afinal?...  Será que Paulo arranjou maneira bem feliz de chamar "corpo especial" ao Espirito???... Bem... não me admiraria nada que assim fosse, antes pelo contrario... :)

 Jesus disse que tais corpos  serão como os anjos?!?!?...  Perfeito... é  D. Espirita!!!!...   :)

 http://www.espirito.org.br/portal/codificacao/lm/lm-12.html#lm12a1

139 comentários:

  1. Boa noite, Sr Vai Volta,

    Esse texto dos coríntios bem como o do vestuário dos espíritos é bem complicado. Apesar de estarmos no começo do segundo decênio de 2013, creio que nem nós e nem os contemporâneos que assistiram a ressurreição de nosso Senhor, estamos prontos para engolir a tese de que espíritos podem interferir no comportamento do nosso mundo material.

    Recentemente, uma dentista em São Bernardo do Campo foi queimada viva por jovens que moram na favela de Diadema. O crime não tem idade, mas no Brasil você não pode punir o criminoso se ele não tem idade para ser rotulado como tal, e assim estamos discutindo a complicada matéria sobre a idade da responsabilidade. De acordo com a nossa lei, você só é responsável quando completar 18 anos. Veja o caso do Adilson, ele tem muito mais de dezoito anos, nunca queimou uma dentista, mas escreveu várias matérias que desabonam a Doutrina Espírita - podemos considerá-lo responsável pela coisas que ele afirma, só por ter mais de dezoito anos? Quem não garante que atrás desses moleques de Diadema e do Rio exista um espírito invisível que frite uma dentista ou a Doutrina Espírita? A tese que eu vi lá no vestuário espírita é que "Deus não permite" que os espíritos façam maldades.

    Concluindo, a nossa lei brasileira tem os seus problemas, e que são resolvidos na base da negociação política, onde fala mais alto os interesses eleitoreiros, e assim a mudança na lei nem sempre traz os efeitos desejados. Eu sou de opinião de que não estamos prontos para admitir sobre a possibilidade dos espíritos nos ajudarem do outro lado dessa vida, ainda que sempre pedimos ajuda na forma de oração e puro desabafo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. turbilhão 1.459

      Eu comentei bastante o assunto sobre a redução da maioridade penal no outro blog,e essa sempre foi uma das nossas pautas.
      Sou contra,mas sou a favor de um tempo maior de reclusão para um garoto que cometeu crimes graves,e de preferência,a prisão dele deveria se estender até os vinte e seis anos.
      O dr.Alckmin espera aprovação de um projeto dele que irá aumentar a pena de prisão para oito anos,mas diante de um crime como o descrito acima(vimos na televisão), não sabemos o que pensar.
      Uma pessoa dessas parece ser particularmente irrecuperável.

      Oxalá nossos santos nos tirem do estado de perplexidade,e nos indiquem atitudes que possam organizar as sociedades.

      Excluir
    2. Os leitores de monsieur Rivail acreditam mesmo que ele recebeu revelações de quem passara para o "outro lado", e buscam sustentação bíblica, distorcendo o que o livro sagrado diz. Não, não, eles não consideram a Bíblia um livro sagrado e detestam quando dizem isso. Para eles, ela só tem validade em alguns versículos que permitem interpretações duvidosas.

      Acreditam eles também, e mui firmemente, que um maníaco de Uberaba era intermediário excepcional entre vivos e mortos.
      Bom, aparece então a ciência via NASA e nos brinda com milhares de fotos do planeta Marte que mostram um ermo cheio de pedregulhos e pó avermelhado, e nada de florestas, mares, cidades e habitantes voadores.
      E o que se passa na cabeça dos admiradores e seguidores daquele que enganou a todos eles?
      Acaso caíram em si e perceberam que é tudo ilusão ou fraude?
      Não, nada disso! O ilustre trouxa d´além-mar, por exemplo, continua a crer na mediunidade do Chico Xaveco e vê espíritos e reencarnação em qualquer trecho bíblico, embora esteja escrito justamente o contrário, a despeito de tudo que foi mostrado pela NASA!!!
      Só pode ser problema mental de quem nasceu para ser otário e acreditar em pilantras impostores e em débeis mentais.

      Excluir
    3. encrenca 1.218

      °°°° desculpem pela rima no final da assertiva.
      Eu avisei.
      Quando não reviso direito meus textos,eles ficam rimando,é um horror...(kk...)
      Quem mandou eu ter um DNA que facilita isso...

      Como eu "me mudei de site" desde ontem(terminei as prosas com o sr.William realmente,agora há pouco), irei trazer para cá meu conteúdo que foi rotineiro lá.
      Daqui a umas semanas(caso eu ficar mesmo aqui),continuarei nesse local a série "Encantadora".(porém não irei fazer tantas postagens quanto pensam, de vez que estarei ocupada em salvar textos e poesias minhas num pendrive)
      Agora sim irei falar mais na Safo de Lesbos,só não retomarei o início do tema(que se deu em fevereiro de 2.011)
      O mesmo tema tem muito interesse para a literatura,e é uma prova(sob meu ponto de vista) da reencarnação,e portanto,pode ser respeitado como assunto religioso.
      Além disso, eu sempre destaquei essa personagem como uma criatura que tentou salvar o paganismo (religião antiga na qual se honrava a um panteão de deuses,e na qual a natureza era vista como uma entidade racional) da sua inevitável decadência, ainda que ela não tenha sido a maiorial nessa parte.
      Diotima de Mantinéa- a instrutora do dr.Sócrates,foi bem superior,mas Safo teve o seu valor,garantiu seu lugarzinho na eternidade,e nas minhas lembranças pregressas.

      Na infância,eu costumava ter alguns insights sobre ela.
      Depois eles diminuíram bastante,mas vez por outra um "eco longínquo de gandharva",me sobrevêm,e eu fico estática,fazendo a psicometria de um tempo distante.
      Me deu disso nessa semana.
      Como vcs sabem "de velho"(haha!) o sr.Hosaka habita um porão,eu,a um sótão.
      Então, subo e desço escadas muitas vezes.
      'tro dia eu estava descendo para ir ao mercado.
      Parei num degrau e pensei,

      "_meu deusinho florido,reprisa esse momento..."

      Num átimo,eu era uma moça pequena,ágil, com trajes esvoaçantes,e que descia de forma rítmica, quase dançando,e cantando para as pequenas que a esperavam numa sala que ela havia transformado em escola.
      Minhas palavras(salvo que foram ditas em grego eólico) eram as mesmas da época atual,meu jeito de falar era esse que vsas presenciam aqui,idem com a diferença de que eu rimava tudo.
      Atualmente,é uma dureza para mim,evitar isso.(hehe!)
      O devaneio passou,e cautelosamente,ensaiei uns passos de dança.
      Ora,eu não gosto de dançar,não sei o que me deu naquela hora.
      Esse imbroglio durou um minuto,mas eu fiquei com uma impressão forte a me marcar por longo tempo.
      A moça dançante com a qual eu sonhei acordada,vestia azul...

      minha cor preferida para vestidos.

      (a mesma morava no alto de uma elevação que quase se estendia sobre o mar,usava a parte de cima da casa como moradia,e a de baixo,para as aulas- e também para as cerimônias religiosas)

      Um bom domingo a vcs.

      §§§§§§§§§§§§§§§

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. 233 »»» (...)e buscam sustentação bíblica, distorcendo o que o livro sagrado diz. Não, não, eles não consideram a Bíblia um livro sagrado e detestam quando dizem isso. Para eles, ela só tem validade em alguns versículos que permitem interpretações duvidosas(...)

      evidentemente que isso ai acima é o 233 fazendo seu autorretrato... (e sem duvida alguma que cabe na perfeição, isto é, inteiro inteirinho, nele)...

      depois...

      como se pode ver com naturalidade o 233 usa de sua HABITUAL!!! verborreia caluniadora e ofensiva e não argumentos idóneos que possam trazer algo de valido ao debate... Portanto...

      ... mantem-se perfeitamente valido e intocável o post que coloquei continuando o que vem de trás e que detona(m) todas as pretensões de anti-Espiritismo ensaiadas pelo doentio 233...

      Excluir
  2. Bom dia, Adilson,

    Eu lembro do tempo que o Dr Esio citava os versículos bíblicos para falar do mundo espiritual, e para concluir ele considerava esse conhecimento suficiente para botar a Lei do Amor ao Próximo na prática. Ou seja, se ainda existe violência em nosso mundo material é porque há poucos espíritas no mundo e muitos ladrões de templo ou pessoas como nós bastante apegados ao mundo material.

    Eu acho interessante o espiritismo bem como as dicas do Evangelho, mas não sei como colocar isso na prática. Se alguém pisa no meu pé, a minha primeira reação é manda-lo para a ponte que caiu, não há como perdoá-lo sete vezes sete vezes, principalmente quando o pé estiver doendo. Ou seja, estou completamente preso ao mundo material, mas nem por isso vou deixar de lado os comentários do Sr Vai Volta.

    Na minha equação, o espírito é igual a energia. O meu PC precisa de 5 Amperes para funcionar, mas a Eletropaulo me fornece 50 Amperes. Se eu colocar o plugue do PC na tomada, o PC funciona que é uma maravilha, mas eu não entendo porque o PC não queima já que está plugado numa corrente muito maior que ele precisa. Como não sei explicar isso, eu uso a tese de que é Santa Tereza que protege o meu PC. Eu não preciso do professor Rivail, nem dos Evangelhos e muito menos da Nasa para acreditar que a energia existe. Aliás, o trabalho da Nasa é fantástico, como ela conseguiu botar um satélite com mais duzentos quilos sair do chão se eu mal consigo pular 5 cm dela?

    Enfim, eu aprecio com curiosidade os textos do Sr Vai Volta, quando afirma que os espíritos podem se tornar visíveis. Mas eu não tenho a menor chance de vê-lo, posto que sou equipado com espírito pouco evoluído, pois mal consigo ver a gravidade, quando muito a eletricidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, sr. Hosaka, o sr. V-V-ai-sem-Volta acredita que espíritos se materializam, ele acredita até na farsa da Josefa Musselina e na do médico nazista no Lar Frei Luís, e nem estranha que um alemão nazista tenha escolhido o bairro carioca de Jacarepaguá. Por que não podia "baixar" noutro país? Ora, porque essas palhaçadas encontram vasto campo no Brasil...eta povinho de trouxas e semianalfabetos!
      Mas será que o lusitano já viu ou verá algum espírito? Claro que não, nunca!
      Ele disse que eu calunio...por que não demonstra que são calúnias? Por que não demonstra que o Chico Peruca Xaveco psicografou verdades acerca do sistema solar? Por que não nos apresenta uma prova de que a ciência está errada e o Emperucado estava certo?
      Talvez ele tenha algum artigo científico mostrando que a temperatura de Vênus é amena e não de 460°C e que as leituras feitas pelas sondas soviéticas estavam erradas, que a NASA se equivocou e as fotos de Marte verdadeiras mostram as florestas, mares e cidades marcianas, que naquele planeta os habitantes são providos de asas e dão belos voos no céu avermelhado do acolhedor planeta vizinho etc.
      Eu estarei aguardando, não sei se o senhor também, a não ser que esse lusitano seja um palhaço, um demente que só está aqui para dizer bobagens e fazendo-nos crer que Portugal está cheio de jumentos de duas pernas.
      Vamos esperar que ele prove que não é nem um jumento , nem um palhaço.

      Excluir
    2. Pergunta para a srta. LG:
      A poetisa Safo de Mytilene fazia muitas rimas com facilidade em seu belo dialeto eólico?

      Excluir
    3. ... que o Chico Xavier está em constante confirmação da realidade de sua mediunidade, já pouca gente terá VERDADEIRAMENTE duvidas... Testemunhos confirmando e balizando suas intervenções de comunicação de Espiritos junto das famílias, é o que mais não faltam por todo o Brasil...

      ... inclusive através de exames "grafotecnicos" (grafosciopia é uma ciência forense) e cujo resultado está publicado em livro com o titulo "A Psicografia à Luz Da Grasfoscopia/Carlos Augusto Perandrea (considerado uma das maiores, senão mesmo a maior, autoridade nesta matéria")... e que dá TOTAL E INEQUIVOCA razão ao enorme e impoluto médium Francisco Candido Xavier...
      ---
      Grafoscopia prova autenticidade de mensagens psicografadas

      O perito em Grafoscopia, Dr. Carlos Augusto Perandrea, escreveu um Livro chamado "A Psicografia à Luz da Grafoscopia" (Editora Fé). É um Trabalho Científico inédito no mundo publicado na Revista Científica Semina da Universidade Estadual de Londrina. O autor prova a comunicação psicográfica comparando a letra ( padrão ) do indivíduo antes da morte e depois em mensagens mediúnicas ( psicografia ) analisando em laudo Técnico e chegando à conclusão de autenticidade gráfica.

      Perandrea é professor da Universidade Estadual de Londrina Paraná, Criminólogo, Perito Judiciário em Documentoscopia ; Professor Universitário, na Universidade Estadual de Londrina, desde 1972 ( Medicina Legal - Identificação Datiloscópica e Grafotécnnica - Curso de Direito ) ; confirma a autoria gráfica de mais de 400 psicografias ( mensagem de "Espíritos" ) recebidas através do médium Chico Xavier quando comparadas com a grafia das pessoas enquanto ainda vivas ( o que se constituiria em uma prova da sobrevivência da consciência humana ao fenômeno da morte física ).

      Das 400 psicografias, 398 foram também confirmadas por outros peritos da área, ou seja, UMA CONFIABILIDADE DE MAIS DE 99,5%. A autenticidade deste Trabalho foi publicado na Revista Científica da Universidade de Londrina, a Revista Semina, em 1990, e igualmente apresentada, em outra oportunidade, em um Congresso Nacional, diante de mais de 500 Profissionais e Peritos da área, sem uma única contestação (!!!) O método grafoscópico empregado por esse Perito é totalmente aberto a investigações, sendo amplamente utilizado pela Justiça, em casos de âmbito geral de todo o mundo há muito tempo ( tanto para condenar um réu, como para absolver ). A metodologia utilizada por Perandrea é a padrão em Grafoscopia Judiciária, que é uma área que tem sólido respaldo Científico já há muitas décadas.

      Veja mais no link: http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2005/09/328872.shtml

      conteúdo extraído do link: http://www.geocities.ws/logica_reencarnacao/grafoscopia.html

      ... continuando na resposta ao 233...

      ... que a D. Espirita é o PURO CRISTIANISMO redivido, isso tem vindo à ser demonstrado quotidianamente através do conteúdo bíblico SEMPRE aqui exposto de forma clara e sem subterfúgios (des)interpretativos como é apanágio do alucinado antiespirita 233...

      Excluir
    4. deve ler-se "PURO CRISTIANISMO rediviVo" e não redivido

      Excluir
    5. 233 »»»» Ora, porque essas palhaçadas encontram vasto campo no Brasil...eta povinho de trouxas e semianalfabetos
      ---
      o infeliz 233, ao classificar dessa forma "moralmente miserável" um povo tão nobre quanto são os outros, nem nota que está tambem "desclassificando" sua (desse mesmo povo) crença religiosa que, como é por demais sabido, não é MAIORITARIAMENTE Espirita e nem sequer está, em números, perto de o ser...

      Assim... se, na visão do perturbado 233, "trouxas e analfabetos", é condição para que sejam aceites crenças que o não devem ser, então não é na D. Espirita que aquela condição depreciativa deve ser encontrada, mas sim em outras pregações mais infiltradas nesses tais rotulados de forma tão injusta pelo mesmo ofendedor de sempre!!...

      Excluir
  3. Como a Cynthia foi queimada?

    Consultório em São Bernardo do Campo

    Eu não compro álcool há muito tempo. Quando eu era mais moço, eu usava o álcool para botar fogo em papéis, mas o álcool de hoje é uma porcaria, ele não pega fogo com tanta facilidade.

    Mas a imagem do consultório da Cinthia me deixou intrigado. Eu suponho que a Cinthia foi amarrada e largada no lado direito do sofá. As notícias dizem que os criminosos jogaram o álcool para cima do Cinthia, mas a imagem do sofá queimado só no lado direito não confirma isso.

    Eu acredito que o sofá já estava sendo queimado no lado direito, muito antes da Cinthia ser jogado lá, e quando colocaram a Cinthia no sofá, ela já estava desacordada, ela não se mexeu do lugar, nem mesmo quando os cabelos estavam queimando, e assim o fogo não se espalhou pelo resto do sofá. Ou seja, o álcool que é vendido hoje é fraco e o fogo acaba bem rápido, não dá chance para provocar um incêndio ou queimar um sofá inteiro. Então, a pergunta não é quem matou a Cinthia, mas o que matou a Cinthia, pois o lado direito do sofá afirma que não foi o álcool. Se a Cinthia estivesse viva, quando os bandidos a colocaram no sofá, certamente o lado direito do sofá não estaria tão queimado como aparece na imagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Seu Hosaka. A pobre da dentista foi queimada aí em uma cidade vizinha da sua, S. Bernardo do Campo. Eu fugi de São José dos Campos por esse motivo. Fui roubada várias vezes e assaltada uma vez, por 3 caras armados, sendo que um deles encostou um 38 nas minhas costas.
      Mas, coitada da dentista. Eu não meassusto que ela tivesse apenas 30 reais na conta. Muitas vezes meu saldo é negativo.
      As dívidas são muitas: CRO, IPVA, IPTU, conta da dental, conta do protético, ISS, telefone fixo e celular, água, luz, Imposto de Renda, manutenção equipamentos, congressos, cursos, gasolina, internet, juros cheque especial, parcela cartão de crédito, faculdade do filho, roupas, sapatos, etc, etc, etc...

      Selma

      Excluir
    2. A Cinthia foi queimada no consultório dela. A minha dúvida é saber como.

      Se um bandido puxa o gatilho do 38 nas costas da vítima, é bem provável que isso acabe também furando a parede.

      Mas no caso da Cinthia, o que eu vi foi o lado direito do sofá TODO queimado. Eu não entendo como isso é possível. Se o bandido tivesse só jogado álcool na Cinthia, o lado direito do sofá deveria estar PARCIALMENTE queimado.

      Resumindo: é possível queimar uma dentista com um litro de álcool? Se isso for possível, não é mais prudente aprender como queimar um bandido com um litro álcool ao invés de mudar de cidade em cidade?

      Excluir
    3. revista realidade 241


      Um elemento que sai queimando as pessoas por aí,merecia a pena capital,mas não uma pena capital comum.
      Eu escolheria para ele o fuzilamento.
      Sei que não sou "grande coisa" perante Deus mesmo,então só me sobra querer toda a justiça e segurança possível para nossa vida urbana.

      Excluir
  4. A décima musa

    "Há quem afirme serem nove as musas. Que erro!
    Pois não vêem que Safo de Lesbos é a décima?"
    [Platão]

    Apesar do incêndio na biblioteca de Roma e Constantinopla, no século XIX foram redescobertos várias literaturas que reencarnaram a memória da Grécia, entre elas da poetiza Safo de Lesbos, casada com professor aposentado que ganhava R$ 7.800 por mês chamado Andros, mas ele morreu bem cedo, de desgosto, ao encontrar a carta de Aleceu que dizia assim:

    Oh pura Safo, de violetas coroada e de suave sorriso, queria dizer-te algo, mas a vergonha me impede.

    O professor Andros deu uma flechada na própria cabeça, ao interceptar a resposta da Safo assim:

    Se teus desejos fossem decentes e nobres e tua língua incapaz de proferir baixezas, não permitirias que a vergonha te nublasse os olhos - dirias claramente aquilo que desejasses.

    A Safo herdou toda a fortuna do professor Andros, e com isso fundou uma escola de poesia, mas só para meninas, onde correu um rumoroso boato de que Safo estava assediando a pobre aluna Atis. O final da história ninguém sabe, mas os médiuns da linha Rivail acreditam que ela reencarnou no corpo de Nelson Rodrigues que imortalizou Safos - a bonitinha, já os médiuns orientais afirmam que ela reencarnou na Senhorita Nihil que decidiu abandonar Alceu, perdão, o William, e agora quer fazer residência na ilha de Lesbos, perdão mais uma vez, no Blog da Doutora SA.

    fonte: Wikipedia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahahahahaha!
      Faltou dizer que ilhas também reencarnam e Lesbos, que ficava na Etiópia, reencarnou no mar Egeu. Isso foi psicografado pelo grande médium Chico Esio GLS Lopes Xaveco, testemunhado pelo aprendiz de médium Robson Vai-Volta IEU.

      Excluir
    2. faltando conteúdo serio ao 233 para afrontar o Espiritismo/PURO CRISTIANISMO... nenhuma admiração que se veja necessitado em recorrer à palhaçada (des)argumentativa para se fazer notado...

      Portanto... mais pontos a favor daquela maravilhosa e libertadora Doutrina (Espirita) CRISTÃ...

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. encrenca 1.219

      para o sr.Hosaka,e para os demais,

      hehehe!
      Quando eu li o livro do prof.Joaquim,em 2.010,me debrucei em todos os sites que falavam algo a mais sobre a personagem.

      A "musa" não "assediou a Atis".
      Ela foi meio palhaça(assim como eu sou),e inventou umas histórias para se promover numa Grécia na qual "ser gay" estava na moda.
      Problema foi que a família da aluna acreditou na mentira,e aí houve aquele auê...
      e em seguida a dançarina/poeta tentou correr atrás do prejuízo,mas não conseguiu reparar os danos.

      Talvez ela abandonou o Andros porque ele não permitia à mesma o exercício da sua arte.
      Eu me sinto mal se imagino que ele morreu por não aguentar a barulheira dela em casa(foi cantora) por isso,prefiro pensar que eles se separaram.
      Ela levou a Kléines a tiracolo,quando voltou para Lesbos.(sua vida de casada foi em Siracusa,Sicília)
      Em menina,eu tinha duas bonecas.
      Uma nova,e outra que pertencera a outra criança.
      Chamavam-se Cléia e Patrícia.
      A Cléia eu deixava de enfeite no quarto,e eu andava mesmo era com a Páti,cujo sorriso maroto parecia caçoar de mim.
      (hahaha!)
      Escrevi uma poesia para elas,assim como Safo escreveu uma para a Kléines.
      Estou preparando novos versos para "homenagear a Kléines" ou Cléia,em nosso bom português.

      Identifiquei ao longo do tempo todos os personagens que fizeram parte da vida da moça metilena,exceto o Alceu.(tais fulanos estão na minha família,ou são conhecidos.
      Alguns,como o professor Andros e o sr.são contatos virtuais)
      A versão para a linguagem atual da conversa entre Alceu e Safo,poderia ficar assim:

      "_Ô jovem coroada de flores
      eu gostaria de dizer umas coisitas para você,se vc deixasse,é claro."-Alceu.

      "_Vc quer me xingar?
      Se pretende isso,irá perder seu tempo,pois não me estresso por qualquer coisa." (hahahaha!)

      Eu e o sr.William temos afinidades consideráveis que só podem advir de outros tempos,portanto suponho que ele foi o Lhárikkhus, irmão mais novo dela,a quem ela era apegada.(os irmãos mais velhos,e os caçulas,sempre tem um forte vínculo nas famílias)
      Trabalhou como garçom,- quando a profissão era considerada chique.O sr.William teve um restaurante.(vejam a coincidência)
      Também a história dela ter se atirado ao mar por causa do Faón,foi outra farsa que ela inventou para fugir do assédio dos fãs,quando decidiu se aposentar.
      Ela nunca teria deixado um suicídio como legado para seus conhecidos,jamais teve tal índole.

      O sr.William falou uma vez que sou um "Nélson Rodrigues mulher" e então,se o sr.acha que a Safo retornou no dramaturgo,(haha!) está sabendo agora que tenho o mesmo desembaraço gramatical para retratar os tipos humanos que o referido(a quem admiro) teve.
      Quiçá a Safo teria desenvolvido esse desembaraço,se tivesse vivido mais(acho que ela não alcançou os sessenta anos)-mas a virtude que ela não amadureceu naquele tempo,acabou aparecendo mais tarde.(kk...)

      Respondendo ao Adilson,

      Ela escreveu várias poesias em seu dialeto original, e algumas nem foram grandiosas.
      Sou petulante por dizer isso,mas tenho muito a ver com esse ícone,então...
      Suas composições quase sempre comentavam fatos rotineiros,assim como no tempo atual escrevo turbilhões,tripitakas,encrencas,etc.
      Tenho outros poemas dela no livro que uso como referência,além daqueles (poemas) que a tornaram famosa.
      Alguns se assemelham à minha poesia entitulada "O Céu".
      São montagens lúdicas de palavras sobre palavras.

      tema a ser continuado,

      (eliminei a primeira postagem,porque esse texto precisava de mais revisões,e eu as fiz)

      Excluir
    5. encrenca 1.220

      por um exercício exaustivo de eliminação,tenho uma idéia de quem pode ser o Alceu hoje em dia,mas por ora,não vou dizer...(kk...)
      Ela teve razão em não levar ele a sério,se o tal do "alcaico" for...hã...kkk...

      Contudo,irei comentar mais uma assertiva do Adilson.

      Acho que a poetinha não descendia de etíopes,mas sim,de lidianos.
      Todavia por que não poderiam haver naquele tempo algumas famílias de ascendência etíope na Grécia,a qual tomou de assalto (na época) vários países- que nem Roma fez?
      Na Roma antiga, era comum a mistura de etnias.
      Talvez isso também acontecia na Grécia.

      Excluir
  5. Como lembrar das vidas passadas?

    O Adilson não é o único que desconfia da Doutrina Espírita. Além dele, muita gente também não viu fantasmas, se bem que também muita gente também não dormiu sequer uma só noite no cemitério. Mas de vez em quando aparece um menino de quatro anos que toca o piano tão bem quanto velhos clássicos que a História ouviu tocar.

    Enfim, temos muitas dúvidas que desabonam a Doutrina Espírita. Fazer a lista de todas elas é o principal trabalho do Adilson. Do outro lado, temos essa persistente briga entre o Vai-Volta e o Adilson que fazem lembrar Caim e Abel, ambos brigando pela atenção do Senhor dos Exércitos.

    Até onde eu sei, só é possível alcançar a memória da vida passada pelo método da hipnose, ultrapassando a grossa membrana que separa o nosso consciente do subconsciente. Ou seja, nem tudo da vida passada foi completamente esquecida. Se hoje sabemos respirar, isso é porque a vida anterior nos ensinou, ou seja, existe um filtro que ensina no presente o que foi essencial no passado. No caso do Adilson e do Vai Volta existe uma pendência que eles precisam resolver, e o que nós temos com isso: esse é o preço que temos que pagar por delitos que fizemos no passado ou é uma nova experiência para apartar uma briga.

    O bom dos livros históricos como a Bíblia é que lá existem muitas dicas de como resolver problemas que sempre repetem em nossa vida presente e vão se repetir no futuro. Vocês se lembram quando Pedro pegou a espada e cortou a orelha do centurião? Jesus ordenou Pedro a guardar a espada e em seguida curou a orelha do centurião. No caso que enfrentamos no Blog, alguém aqui sabe como convencer o Adilson a baixar a espada e em seguida costurar a orelha do Vai-Volta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há alguns seres que são bem orelhudos, e não precisa ser bom no manejo duma espada para cortar-lhes as orelhas, por exemplo, o dulcíssimo animalzinho dentuço, o coelho, o útil animal (jumento)que teimamos em comparar a certos otários que defendem justamente aqueles que os enganaram a vida toda. Cortar as orelhas desses animais é covardia inominável. Mas tentar cortar a orelha e acertar o pescoço do V-Vai-sem-Volta não seria lá muito ruim. Logo ele estaria reencarnado num jumentinho, e teria uma existência bem mais útil.
      Que é que essa besta quadrada faz aqui que se aproveite? Nada.
      Desafiei-o a mostrar que a ciência está errada e que a psicografia do espírito da mamãe Peruquita é que está certa, mas o que é que ele fez? Colocou as mentiras das constatações das letras das psicografias atestadas por algum débil mental. Ora, muito se viu da palhaçada do Chico Xaveco psicografando, é sempre a mesma letra, são sempre as mesmas mensagens piegas do seu Rivailismo da roça, uma mistura de Rivail com Catolicismo caipira.
      Em qualquer site rivailista se lê essas mentiras sobre as supostas provas da caligrafia dos espíritos. Tudo mentira deslavada. Mas o galego acredita porque faz questão de ser enganado.
      Se as caligrafias são reais, por que não as mostram junto com as dos mortos que representam? Por que, então, os "espíritos" materializados não mostram a cara nem dão provas pelas digitais?
      Leia-se o livro "O Trabalho dos Mortos", está na Internet. Nele foi narrado o teste das digitais e se constatou que o dedo do espírito era o dedão da médium farsante.
      O próprio sócio de psicografias do Chico, o Waldo Vieira, declarou que não houve materialização da Josefa Musselina, mas o lusitano teima em acreditar naquela farsa.
      Eu quero saber é por que os russos constataram que Vênus tem temperatura de 460°C, atmosfera de gases tóxicos que destroem as sondas em minutos, por que Marte não aparece com mares, florestas e cidades nas fotos da NASA, se o "impoluto" Chico falava realmente com espíritos e tinha um protetor sempre ao seu lado. Por que esse tal Emmânuel não avisou ao seu protegido que aquele livro ditado pela mamãe Peruquita só tinha absurdos?
      Por quê, sr, V-Vai-sem-Volta?
      E o idiota emperucado pronunciava Emânuel, quando o correto é EmanuEl.

      Excluir
  6. Respostas
    1. encrenca 1.221

      Minha saída do site do sr.William merece uma explicação.
      (vcs estão curiosos a respeito)
      Eu e ele somos -acima de tudo- livre pensadores,e nossa "química mental" funcionou bem.
      Todavia,cansei de ficar num lugar só,e por motivos de disponibilidade, não consigo mais estar em dois ou três sites ao mesmo tempo.
      Estava desejando passar uma fase aqui,e posteriormente(lá por agosto) irei usar a internet para fins mais materialistas.
      Minha participação em salas virtuais está epilogando.
      Ficarei aqui uns meses para eliminar uma saudade de quando eu pertencia a um grupo maior no gd do terra,e idem porque o blog tem uma pequena necessidade da minha presença.
      Depois, só sri Santinho sabe o que irá acontecer.

      Estou sem repertório para continuar me expressando sobre sobre o livre-pensamento.
      Se eu não fizer muito ao meu favor no presente ano,irei ao menos atualizar as leituras.
      Eu não estava mais interagindo direito com os temas do sr.Vizinho.
      Ainda bem que ele se entendeu com o povo do G+,o qual na minha opinião,não está a altura dele.
      Mas nem eu estou a altura da filosofia, por enquanto.
      Muitos assuntos sobre cérebro,comportamento,realidade urbana,etc,eu falei em numerosos turbilhões,tripitakas,encrencas(série sobre literatura),etc.,e esses temas estão quase esgotados.

      Só está me faltando falar mais de religião.

      Todavia nem só de blogs e gds vivem o homem,ou a mulher.
      A rotina anda me pedindo atitudes práticas.
      Eu penso nisso tanto que talvez minha inspiração ande decaindo,e por isso,nem poesias estou escrevendo com frequência.(antes elas eram fáceis para mim)
      Pensar que em 2.006,eu me sentia com um conteúdo infinito.
      Hodiernamente,eu sou uma "quinquagésima musa"(haha!) precisando reciclar o conhecimento.
      Preciso inventar um tempo para ler a Odisséia e a Ilíada.
      Eu queria ter lido tais livros no ensino médio,e não a terrível literatura brasileira que fui obrigada a destrinchar,imbroglio no qual só o tatinho(tataravô) literário Castro Alves me agradou.
      Safo os conhecia bem,e escreveu em homenagem a um trecho da Ilíada,a poesia "Hektor e Andromaka".
      Minha versão da mesma,é "Heitor e Andréa".(está na minha página aqui no blog)

      Já no ano passado,senti necessidade de ...conhecer outras paisagens,mas algumas "interferências" pareciam me impedir.
      Agora,porém,o caminho está mais livre-e consegui ganhar autonomia.
      Eu deverei voltar para lá quando for possível,pois ali me sinto "em casa"-e é claro que gosto muito do nosso amigão, vou sentir falta dele,e tudo o mais,mas primeiro,irei por algumas histórias da minha rotina em ordem,e atualizar meu intelecto.

      A qualidade dos nossos resultados merece apostas melhores do que às vezes,costumamos fazer.

      §§§§§§§

      Excluir
  7. ... os que aqui estão há mais tempo sabem perfeitamente que tudo o que o 233 coloca em circulos repetitivos já por milhentas vezes foi debatido e esclarecido ...

    ... ele sempre fica sem argumentos, deixa passar um tempo e depois volta com as mesmas tentativas de querer desvirtuar e apagar todo um imenso trabalho bem construido que, se fosse como pretende o perturbado 233, fariam de seus autores , e principalmente do impoluto Francisco Candido Xavier, um" genio do mal" como jamais houve outro neste planeta nem poderá haver mais, já que em quase 90 anos, ele se desdobrou num trabalho de tal forma gigantesco e multifacetado que é impossivel qualquer ser humano "inventar" apenas pelo prazer de ludibriar...

    ademais... esse 233, assenta sua ofensiva anti-Espirita alucinada só e praticamente nos ataques pessoais/ofensas/calunia... e desejo proprio que os acontecimentos s não sejam, em sua esmagadora maioria, o que REALMENTE SÃO!!!...

    No historial de suas intervenções, é facílimo verificar isto que acabo de dizer...

    Portanto... não havendo nada de novo daqueles lados 233... nada mais há a acrescentar que já não tenha sido dito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, meu mui caro, querido e amado irmão VaiVolta,

      Então por qual motivo jogais pérolas aos porcos? Tendo percebido que nada adiantará, não mais faz sentido dar atenção ao quixotesco irmão 233 (sem prejuízo do amor cristão que temos por ele). No antigo fórum do UOL havia outra figura quixotesca, chamada Valenic, ao qual IEU escrevi que...

      "Faz muito tempo que eu não me dou ao trabalho de ler as suas mensagens pois uma ou duas que eu li já tinham sido suficientes. Resolvi ler uma e olhaí ... ainda bem que eu li esta porque depois disso não preciso ler mais nenhuma."

      Ou seja, se nada do que disseres a ele mudará nada, para que continuar a fazê-lo? Será que não temos coisas melhores para discutir neste blog? Se ignorarmos os ignorantes quem sabe eles se retiram e permitem aos demais conversas mais proveitosas. Este blog não sai disto. Se for para apenas assistirmos a repetição ad infinitum das batalhas escritas que se arrastam há quase uma década, "delenda Cartago" Selma, ou seja, o blog.

      Fiquem bem.

      Excluir
    2. O IEU Robson continua no intuito de ver o fim do Blog, por quê? Certamente incomodado com as denúncias de fraudes e teatrinhos ridículos montados por impostores desavergonhados, como o falecido Chico Xaveco.
      Esse conversa mole de que não se considera partidário de nenhuma corrente religiosa é mentira, ele é reencarnacionista.
      Qual o reencarnacionista que se agrada do que eu digo?
      Com todos os defeitos, o lusitano é debatedor muito mais honesto, porque não se esconde e não defende o fim dos debates.
      Esse IEU Robson é um medíocre.
      Você, com seu fingimento ridículo da amor e fraternidade, é que está sobrando por aqui, sr IEU Robson.

      Excluir
    3. Continua sem poder responder sobre as psicografias do Emperucado que a ciência detonou.
      Se o livro Cartas de Uma Morta só tem absurdos, como mostrou exaustivamente a NASA, como é que se vai acreditar nos outros 411 livros do Chico Xaveco?
      Qual a saída, sr, V-V-ai-sem-Volta?

      Excluir
    4. ... se alguma vez esse 233 tivesse respondido a questões como:

      afinal se não é corpo carnal que vai sair/ressuscitar do tumulo, que "corpo especial" vai sair dali afinal... hein?? HEIIIIN???

      talvez lhe assistisse direito de exigir aos outros aquilo que ele não faz...


      Excluir
    5. e ainda...

      ... estranho é o inconsistente 233 recorrer à NASA como meio de seu apoio ati-Espirita, quando ele considera aquele organismo "pro-cientifico" uma instituição de enganadores que inventaram a alunagem de 1966...

      não que eles não tenham razão na questão de Marte, mas...

      ... o 233 em seu desespero que o leva a um anti-Espiritismo doentiamente alucinado, porque não usa aqui a medida aberrante que usou acima para manchar o imenso trabalho do profícuo médium FCXavier:

      se eles enganaram na questão da alunagem em quantos mais trabalhos eles não estarão enganando??...



      Excluir
    6. Bom dia, meu mui caro, querido e amado irmão VaiVolta,

      Então por qual motivo jogais pérolas aos porcos? Tendo percebido que nada adiantará, não mais faz sentido dar atenção ao quixotesco irmão 233 (sem prejuízo do amor cristão que temos por ele).(...)
      ---
      Ói IEU... saudações fraternas...

      o motivo prende-se, entre outras razões, com o evitar que o "erva-daninha 233", com sua tatica NAZI de massacrar constante e persistentemente com mentiras que de tanto repetidas acabaria por arranjar maneira de começarem a passar por verdades, e, assim, dominar este espaço de forma tremendamente desonesta e perversa ...

      e...

      claro... também porque a D. Espirita/Espiritas não merecem ser tratados de uma forma tão torpe e maléfica quanto esse perturbado mental o faz...

      essencialmente por estas razões... :)...

      Excluir
    7. Meu mui caro, querido e amado irmão Vai-Volta,

      Mas assim tu o alimentas, e à sua estratégia. Ignore-o, não fales mais com ele até que aprenda a comportar-se.

      Saudações fraternas.

      Fique bem, com graça de Deus.

      Excluir
    8. fraterno, IEU...

      na verdade já verifiquei que deixar o 233 livre com seus tentáculos dominando o espaço, leva à que ele, sempre vá ganhando mais confiança e balanço para lançar suas perseguições
      caluniosas contra gente reconhecidamente honesta e que não vem aqui para se puder defender...

      isto mexe com minha (in)capacidade de suportar a desonestidade
      intelectual em sua miserável ação que, sem qualquer escrupulo de consciência, granjeia vitimas para sua causa de forma calculadamente capciosa, como é fácil verificar na pessoa em referencia...

      Excluir
    9. O IEU Robson não quer que eu diga que isso aí embaixo é impostura. Ele certamente acredita nessa palhaçada e concorda com o lusitano que as fitas parecem fitas, mas não são...

      http://4.bp.blogspot.com/_LN8dYBcOU0Q/SMMkTxGrzYI/AAAAAAAAAC0/dpjJ-VdtqmE/s320/materializacao_FCX.jpg

      Excluir
  8. Resumindo, você está ganhando mais e não quer mais saber dos pobres. Ingrata!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia,sr.Hosaka.

      Eu reeditei o texto.
      Ontem,eu estava sem muitos "filtros mentais".(porque estava sonolenta)
      Acabei lembrando que agora estou num site onde fico mais visível,do que eu costumava ficar no outro.
      Não posso escrever tudo o que sei,nem tudo o que penso,como costumava fazer lá.

      Acho que a versão atual da crônica ficou mais passável.

      Excluir
    2. O sr.está muito certo numa coisa,sr.Vaivolta,

      o Adilson sempre volta aos mesmos assuntos.
      Eu já o apelidei de Sísifo,por causa desse fato.

      Excluir
    3. Sr. idiota IEU Robson, pra seu governo, o assunto real do Blog, em seguimento dos fóruns do UOL e do Terra, é só a existência de vida após a morte e é sobre isso que escrevo.
      Deixe de ser bobo.

      Excluir
    4. Meus mui caros, queridos e amados irmãos frequentadores do blog,

      Outro dia vi pela internet uma frasezinha simples e inocente, a qual dizia que “Antes de me falar sobre sua religião, primeiramente mostre-me como você trata seus semelhantes. Antes de me dizer quanto tu amas teu Deus, demonstre o quanto você ama as pessoas”.

      A frase não é me minha autoria, mas concordo mais que plenamente com ela. Pois esta é a religião que interessa, o resto é resto do refugo da escória do resto. Pelos frutos se conhece a árvore, disse sabiamente o Mestre. Os frutos da árvore que o irmão 233 dos apresenta são podres, não há respeito algum e nem amor pelo próximo. A linguagem usual na internet é dura, mas é de se esperar que em um espaço em que se troca ideias a respeito de um assunto nobre elas sejam menos vis, mas não é o que se observa por parte do irmão 233. Isto posto, não mais trocarei ideias com ele (não prejudicado o amor fraterno que tenho pelo irmão).

      O fato de não comungarmos da mesma opinião de outras pessoas a respeito de algum assunto, ainda mais se ele for da nobreza que o assunto aqui discutido é, deve nos permitir trocar ideias a respeito dele com um mínimo de civilidade. Ou é melhor nem começar a fazê-lo. A religião é algo que deve elevar o nosso espírito e não nos deixar atônitos e sem a paz que disto decorre em função das atitudes intolerantes e grosseiras por parte de um irmão em estado de menor conscientização a respeito do comportamento esperado de alguém que tenha amor a Deus e ao próximo, que é o que o Mestre nos deixou como receita para alcançar a vida eterna. O ambiente para tais trocas de ideias deve ser suficientemente leve e elevado de modo a nos tratarmos de maneira fraterna e nos despedirmos com um “fiquem bem, com a graça de Deus”, e não com ofensas e impropérios.

      Fiquem bem, com a graça de Deus

      Excluir
    5. Desde sempre eu acompanhei ao Adilson, e mesmo quando eu tinha uma opinião muito diferente da dele, eu não o vi ser menos categórico como Jesus ao lidar com os escribas e fariseus do tempo dele, e ainda mais com os comerciantes do templo, eu não o vi ser menos categórico. Também Paulo jamais abaixou às rédias.
      Não me importa o que você acha sobre qual o tratamento que se deve ter com uma pessoa, jamais eu defenderei a imprudência sendo praticada.
      E sim, sempre o assunto foi vida após a morte.

      Excluir
    6. Ao mui caro, querido e amado irmão Daniel,

      Neste caso podemos entender que no entendimento do irmão, todos os que não têm a mesma opinião apresentada pelo irmão que aqui se apresenta como 233 são, em nossa época, equivalentes aos escribas, fariseus e comerciantes do templo?

      Fique bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    7. Boa tarde, Sr IEU,

      Agradeço pelos seus belos textos que incentivam a melhorar a qualidade do blog, começando por menosprezar o Sr Adilson. Mas acho que o Sr gastou muito latim, fez um texto bastante robusto, para nada. Esse é o trabalho do Sr Vai-Volta.

      Os demais participantes, os escribas, os fariseus, os comerciantes, enfim os usuários do Android, usamos dos mais variados expedientes para glorificar a nós mesmos, no único propósito de conseguir o maior número de audiência e com ele gozar de alguns minutos de fama e glória. Ou seja, como todo pecador, queremos ocupar o trono do Pai Todo Poderoso.

      E assim concordo com o Daniel, o fato de um blog usar um rótulo, não significa necessariamente que o conteúdo seja compatível com o rótulo. Exemplo clássico disso é o Partido dos Trabalhadores, o Sr conhece pelo menos um que seja digno de receber esse rótulo?

      Um forte abraço e espero que o Sr não nos abandone, como pretente da Srta Nihil,

      Frank.

      Excluir
    8. 2 Coríntios c13 v8 "Pois nada podemos contra a verdade, mas somente em favor da verdade."

      Você, IEU, como a todos aqui, é convidado para o debate de ideias, mas eu não percebi o Adilson minimamento constrangido pelo que você acredita.
      Falsa modéstia todos temos, só alguns praticam mais do que outros. Desnecessariamente.

      Excluir
    9. Muito obrigado pelas suas palavras, Daniel. O que o sr. IEU Robson precisa saber é que tenho respeito pelos participantes do Blog e também pelos visitantes,e, por isso, uso da maior franqueza possível. Nunca me verão usar de palavras fingidas, dizer que amo os participantes e que respeito impostores e canalhas enganadores, como o finado Chico Xaveco. Se acho que o V-V lê uma coisa e entende outra, por burrice e teimosia, vou chamá-lo de burro e teimoso. Não vou dizer "meu prezado e amado irmão V-V-ai-com-Volta" nunquinha e mais cem anos.
      Esse IEU é um bobalhão que pensou que podia me enrolar com questionamentos pueris.

      Excluir
    10. Para dona srta. LG:
      Que é que a senhora acha das rimas da poetisa Safo? São melhores que, iguais ou inferiores às suas?

      Excluir
    11. O meu mui querido, caro e amado irmão Frank disse que eu gastei muito latim, fiz um texto bastante robusto, para nada, pois esse é o trabalho do Sr. Vai-Volta.

      Adianto-lhe que nem comecei ainda, isto não dá nem para ser chamado de aquecimento, na verdade nem saí dos vestiários. Não sei por quanto tempo vou poder estar entre vós, mas tendo tempo vou acompanhá-los. Outro detalhe é que o irmão Vai-Volta está há quase uma década enfrentando o irmão 233, e eu estou ignorando-o a partir desta data (ou até que ele mude, o que considero possível mas pouco provável) e sugerindo ao irmão Vai-Volta que faça o mesmo, de forma a permitir que os assuntos sejam aqui tratados em um ambiente de paz e tranquilidade, sem ofensas e afins.

      O meu muito caro, querido e amado irmão Daniel não respondeu de modo assertivo a questão que eu coloquei, ou seja, “no entendimento do irmão, todos os que não têm a mesma opinião apresentada pelo irmão que aqui se apresenta como 233 são, em nossa época, equivalentes aos escribas, fariseus e comerciantes do templo”? Pois o irmão 233 nos trata como se fôssemos e o irmão Daniel disse concordar com isto.


      Outro detalhe interessante é que acima da questão religiosa, na qual se pode discutir a existência ou não de Deus, se temos uma ou várias existências, se há a ressurreição da carne e estas coisas, há outra muito mais ampla, que é verificar o que cada religião leva ou permite que seus seguidores façam, que é ao que tenho aqui me referido quando vejo o irmão 233 destratar, ofender e caluniar aos demais participantes e às suas crenças. Isto é o que define o valor de uma doutrina, pois, conforme o Mestre afirmou, pelo fruto se conhece a árvore.


      Fiquem bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    12. A salvação é somente pela fé em Jesus, sem que sejam levados em conta nossas boas obras e obediência a mandamentos.

      Bíblia na linguagem de hoje, epístola aos romanos, cap.3

      19 Nós sabemos que tudo o que a lei diz é dito para os que vivem debaixo da lei. Isso a fim de que todos parem de se justificar e a fim de que todas as pessoas do mundo fiquem debaixo do julgamento de Deus.

      20 Pois ninguém é aceito por Deus por fazer o que a lei manda, porque a lei faz com que as pessoas saibam que são pecadoras.

      21 Mas agora Deus já mostrou que o meio pelo qual ele aceita as pessoas não tem nada a ver com lei. A Lei de Moisés e os Profetas dão testemunho do seguinte:

      22 Deus aceita as pessoas por meio da fé que elas têm em Jesus Cristo. É assim que ele trata todos os que crêem, pois não existe nenhuma diferença entre as pessoas.

      23 Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus.

      24 Mas, pela sua graça e sem exigir nada, Deus aceita todos por meio de Cristo Jesus, que os salva.

      25 Deus ofereceu Cristo como sacrifício para que, pela sua morte na cruz, Cristo se tornasse o meio de as pessoas receberem o perdão dos seus pecados, pela fé nele. Deus quis mostrar com isso que ele é justo. No passado ele foi paciente e não castigou as pessoas por causa dos seus pecados; mas agora, pelo sacrifício de Cristo, Deus mostra que é justo. Assim ele é justo e aceita os que crêem em Jesus.

      27 Será que temos motivo para ficarmos orgulhosos? De modo nenhum! E por que não? Será que é porque obedecemos à lei? Não; não é. É porque cremos em Cristo.

      28 Assim percebemos que a pessoa é aceita por Deus pela fé e não por fazer o que a lei manda.

      29 Ou será que Deus é somente Deus dos judeus? Será que não é também Deus dos não-judeus? Claro que é!

      30 Deus é um só e aceitará os judeus na base da sua fé e também aceitará os não-judeus por meio da fé que eles têm.

      Que é que Paulo quis dizer com "todos pecaram"? Uma criancinha que morre após o nascimento pode ter algum pecado?
      O que Paulo quis dizer é que TODOS SÂO PECADORES, todos têm a natureza pecadora, por isso todos merecem a morte. Deus escolheu alguns para a salvação. Por quê? Porque Ele quis. Deus não fica obrigado de dar a salvação a ninguém, porque Ele é livre. Nada pode movê-lo, Ele tudo determina livremente.
      Se Deus tivesse de abençoar alguém por merecimento, então Ele não seria livre e não seria onipotente, estaria sujeito a uma contingência.

      Excluir
    13. Eu acho que o mui querido irmão, amado, luz do meu coração IEU Robson não quer que eu diga mais que o finado Chico Xaveco era um impostor que participou da fraude da materialização da Josefa Musselina, conforme o próprio Waldo Vieira afirmou, nem que a materialização no Lar Frei Luís é uma farsa, que aquilo é apenas um V-V-eado fantasiado de fantasma de médico nazista, nem que Rivail nunca recebeu revelação de espírito nenhum, e que inventou a "lei da reencarnação" porque era maçon e rosacruz, nem que, de duas uma, William Crookes foi enganado vergonhosamente pela impostora Florence Cook, como achava o médium D.D. Home, ou era acumpliciado com ela porque era seu amante, segundo a opinião de muitos.
      Ora, ora, sr. IEU Robson, vá catar coquinhos...

      Excluir
    14. Magnifico.
      Realmente o sentimentalismo nos atrapalha muito para que definitivamente tomemos parte em algumas coisas. Talvez seja este o legalismo de que tanto se fala no meio evangélico-religioso.

      Excluir
    15. Outro detalhe colocado pelo irmão Daniel é a respeito da verdade. Um dos maiores riscos (se não o maior deles) para a humanidade é a ignorância, o estado daqueles que ignoram a verdade a respeito das coisas. O problema mais grave que daí advém é que, além dos equívocos que TODOS nós cometemos por não ter acesso a ela de forma completa, sempre houve uma quantidade de pessoas que, em estado de ignorância ainda maior, se julgam conhecedores da verdade em seu sentido mais amplo e com base neste suposto (e evidentemente falso) conhecimento, dão-se o direito de desrespeitar os direitos dos demais, pois entendem que eles próprios são criaturas iluminadas, acima do bem e do mal, pois são os portadores exclusivos da verdade.

      Isto não é exclusividade desta ou daquela religião, ideologia, nação, sistema político ou social. No decurso da história da humanidade, judeus, cristãos, protestantes, católicos, monarquistas, aristocratas, burgueses, comunistas, marxistas, anarquistas, trotskistas, republicanos e outros foram perseguidos onde e quando não tinham força e depois perseguiram quando a correlação de forças mudou (a lista completa é maior que a troca de mensagens entre os irmãos 233 e o Vai-Volta). Assim que um determinado grupo passa a ter poder suficiente, uma ínfima minoria de fanáticos dentre estes passa a impelir o restante a posições radicais.

      Em geral se usa uma verdade inconteste para aquele grupo como fundamento inegável e em seguida, através de raciocínios mirabolantes (quem já leu explicações do irmão 233 sabe bem o que eu digo) leva-se a imensa maioria de pessoas “distraídas” para posições radicais. Seguem-se alguns atos que vão de pequenas provocações até atos da mais abjeta barbárie contra a parcela da sociedade que não comunga das mesmas ideias, o que leva alguns entre estes a reagirem com medidas similares, o que produz reação em cadeia que sempre acaba em uma espiral de violência incontrolada que já mergulhou as nações com as mais requintadas e sofisticadas culturas em massacres, guerras e outras demonstrações do que mais hediondo e bestial existe no ser humano. Tudo porque alguns se julgam conhecedores da verdade e em função disto se dão o direito de fazerem o que bem entendem, pois a SUA causa (seja ela qual for) é, para eles, a mais nobre dentre todas.

      Aqui no Brasil gozamos de uma situação de tranquilidade e situação sob controle mas nunca é bom facilitar. Um exemplo deste risco foi quando um seguidor de doutrina aqui minoritária cometeu o desatino de chutar a imagem tida como sagrada pela maioria da população. A sorte nossa é que aqui a tolerância está bem entranhada na mentalidade da população e nada de grave se passou (em outros países isto produziria um cataclismo). A legislação brasileira também ajuda, pois considera este tipo de ato um crime (vilipêndio a objeto de culto), o que permite que as autoridades rapidamente intervenham e isolem o maluco antes que a situação saia de controle.

      Apenar disto, há sempre o risco de um grupo com ideias radicais passar a ter poder político e transformar a sua intolerância em discriminação LEGALIZADA, como ocorreu em milhares de ocasiões em diversas épocas e locais nos últimos milênios. A este quadro em geral segue-se a reação dos discriminados e os sangrentos conflitos que já fizeram locais de tolerância invejável se transformarem em infernos na Terra. Notem que não estou neste caso me referindo especificamente às ideias defendidas pelo amado irmão 233, mas a todas as ideias radicais que podem passar a ter apoio de vastas parcelas da população.

      Depois falamos mais.

      Fiquem bem, com a graça de Deus.
      Fiquem com a graça de Deus.
      Fiquem com Deus.

      Excluir
    16. Para quem eu devo me justificar, senão para minha própria consciência?
      Eu não me iludo, mas me atenho aos fatos. Eu não apenas acho que estou certo, mas em todo caso são apresentadas provas daquilo que eu acredito ser fiel e verdadeiro.
      O que mais me admira no homem é sua constância para fazer as coisas que faz, e na minha opinião esta é a verdadeira e única evolução que há no homem, que ele seja constante no que faz.
      Aqui temos a oportunidade de analisar, estudar e ver aquilo que mais se encaixa para nossa vida, e realmente acreditar em veadagem não é a minha praia.

      Excluir
    17. Nihil -- O sr.está muito certo numa coisa,sr.Vaivolta,

      o Adilson sempre volta aos mesmos assuntos.
      Eu já o apelidei de Sísifo,por causa desse fato.

      ---

      :))... desculpe minha imodéstia, mas...

      ... estou plenamente convencido que, perante o sombrio 233,
      tenho razão em muitíssimas mais coisas... :)))...

      tudo de bom procê... :)...

      Excluir
    18. Todos deveremos nos justificar perante a Lei, a que diz que devemos amar a Deus e ao próximo, irmão Daniel. As provas que o irmão apresenta só têm validade para você mesmo, e a suposição de ser você o portador exclusivo da verdade é uma perigosa postura.

      Um irmão que esteja equivocado e se mantém equivocado é constante, mas continua equivocado, como acredito que o irmão, apesar de toda a boa vontade, está.

      Fique bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    19. Conforme estava dizendo em relação à presunção de algumas pessoas que se consideram ÚNICAS portadoras da verdade e da intolerância que isto produz, aqui no Brasil que sempre foi a pátria da tolerância pode parecer que isto nunca ocorrerá. Só que outros locais já foram assim e a situação mudou drasticamente para uma condição infernal quando grupos radicais cresceram demais. Os exemplos mais claros são o Afeganistão (no qual haviam MAIS MULHERES EM UNIVERSIDADES DO QUE HOMENS na década de 1970) e em Kosovo, no qual o aumento da população de etnia albanesa levou-os a passar a empreender ações de limpeza étnica contra a população eslava ali instalado há milênios, o que provocou conflitos que permitiram que a OTAN lá intervisse a pretexto de proteger a minoria que se tornou maioria intolerante, a qual instalou um belo exemplo de ditadura da maioria (há inúmeros outros exemplos mas vou ficar só nestes).

      A intolerância que grupos fundamentalistas de diversas religiões e matizes políticos sempre usaram para promover o extermínio físico de pessoas que não comungavam das mesmas ideias já englobou ou engloba, bolcheviques, stalinistas, anarquistas, maoistas, o Khmer vermelho no Camboja e mesmo a revolução francesa. Nas Américas isto determinou o extermínio genocida de milhões de pessoas, sem distinção de idade, sexo ou condição social. Isto para não falar dos genocídios mais falados na atualidade, dos armênios e o horror nazista na segunda grande guerra (e até o desconhecido holocausto hindu, praticado pela administração britânica na Índia nas últimas décadas do século XIX). Posições radicais (o que inclui todos os tipos de fundamentalismo), apesar de nos parecerem bizarras e até ridículas, não são nada inócuas. Pois são análises simplistas que quando acabam amealhando uma quantidade de seguidores que lhe permite influenciar de forma dominante a sociedade levam à intolerância radical, primeiro no terreno mental e depois no físico.

      Não podemos nos esquecer que o hediondo e enojante regime de apartheid da África do Sul era ideologicamente sustentado em ideais tidos como cristãos extraídos de leitura muito “peculiar” dos evangelhos pela Igreja Reformada Holandesa, que coincidentemente diziam que “apenas lemos o que está na Bíblia”. E que há poucas semanas duas mulheres foram queimadas vivas após serem torturadas por três dias na Nova Guiné por acusação de bruxaria (o que é relativamente comum de ocorrer por lá) pelas mãos de “puros” defensores da interpretação literal das escrituras. Além disto, no Camboja o regime genocida do Khmer Vermelho foi derrubado por tropas vietnamitas, também comunistas, o que levou a China, também comunista, a atacar o Vietnã, o que mostra como os próprios radicais acabam perdendo o controle sobre o radicalismo depois que ele passa a ter força.

      Neste país, a perda da tradição de tolerância pode nos custar caro, assim como custou aos afegãos, aos kosovares, aos cipriotas e a uma infindável lista de povos que deixaram os intolerantes crescerem até alcançarem força suficiente para virar o jogo. O fatal erro de Chamberlain, primeiro ministro britânico no final da década de 1930, em permitir que o nazismo se fortalecesse, fazendo concessões e mais concessões com a intenção de evitar um conflito, não pode ser repetido.

      Fiquem bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    20. A linguagem usual na internet é dura, mas é de se esperar que em um espaço em que se troca ideias a respeito de um assunto nobre elas sejam menos vis, mas não é o que se observa por parte do irmão 233. Isto posto, não mais trocarei ideias com ele (não prejudicado o amor fraterno que tenho pelo irmão).
      ---
      Poi é fraterno IEU... eu sabia que você seria um alvo a afastar
      pelo postante 233 para quem, como também salientei, seu
      (dele 233) "publico alvo" é aquele que quanto menos capacidade
      critica tiver, melhor ele tem possibilidade de fazer "ninho" com suas imposturices nessas tais fragilizadas mentes... (há caso flagrante que pode ser observado aqui... Não é dificl ver a vitma)...

      Excluir
    21. Meu mui caro, querido e amado irmão Vai-Volta,

      Pois então ignoremos o amado irmão 233 até que aprenda a comportar-se neste ambiente com o respeito que merece.

      Voltando à questão dos radicais de todos os tipos, este tipo de ameaça merece atenção na política nacional, na qual grupos menos tolerantes, mas cada vez mais numerosos, já estão pensando em lançar candidato a presidente. Posso parecer exagerado em minhas preocupações e pode ser que realmente esteja com temores além da conta. Mas, por via das dúvidas, é melhor cuidar para que a nossa tolerância com intolerantes não acabe por nos levar ao inferno que tomou conta de outras sociedades. Quem não conhece História (com H), não sabe efetivamente onde está e acaba deixando que se repitam os erros do passado. Lembremo-nos de que quem condenou, LEGALMENTE, Jesus, foram intolerantes judeus, quem condenou, também LEGALMENTE, Giordano Bruno e Galileu foram intolerantes cristãos, e quem mandou, LEGALEMENTE, para o paredão de fuzilamento os homens que fizeram a revolução bolchevique foi um bolchevique ainda mais radical que eles, Stalin. Mas quem condenou Sócrates a morte foram os intolerantes de Atenas, no próprio berço da democracia. Tudo de acordo com todos os ritos legais e muito bem fundamentado nas escrituras e leis de cada época e local. Muito cuidado portanto, se damos vida mole aos intolerantes para que se fortaleçam, eles não nos darão nenhuma vida quando tiverem força suficiente.

      Um último exemplo do risco da interpretação literal e peculiar de escrituras é que milhões de pessoas usam os evangelhos para portar-se da maneira mais elevada e misericordiosa, os mesmos evangelhos que foram usados para justificar a inquisição e as cruzadas.

      Fiquem todos bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    22. O querido e mui amado irmão IEU Robson, luz do sol da minha vida, só diz besteiras. Esses perseguidos que ele enumerou eram a minoria que, como eu, tiveram a coragem de gritar a verdade e foram perseguidos pela maioria dos enganadores e enganados.
      A maioria acredita que aquele velho mentirosos do Vaticano é representante de Deus na Terra, que Deus tem mãe, que um boneco de pau idiota protege o Brasil, que um débil mental recebia mensagens de espíritos e psicografou 412 livros de autores defuntos, e que a farsa levada a cabo por um pederasta no Frei Luís é verdade.
      O Palhaço IEU Robson quer que eu me cale para ficar aqui propagando suas doutrinas mentirosas para enganar pobres ignorantes como o lusitano.

      Excluir
    23. encrenca 1.222

      Ao Adilson,sobre as rimas de uma poeta antiga.
      (boa noite a todos)

      Recentemente encontrei o site de um psicólogo a quem eu costumava escutar(na mídia) com atenção,quando eu era mais moça- e vi algumas entrevistas com o mesmo.
      Ele disse que a história mais engraçada sobre a inveja,é quando temos inveja de nós mesmos-
      Se eu me enamorasse do prof.Joaquim Fontes por ex,imagino que eu ficaria enciumada da preferência dele pela poetinha.(hahaha!)

      Objetivamente,sei que as rimas dela são melhores do que as minhas.
      Ela se dedicou muito à poesia,eu tenho sido multitarefa em minha época atual.
      Mas,poesia não depende só de rimas,mas do talento para se transmitir uma emoção.
      Nem sempre "tenho saúde" para "vibrar" o tempo inteiro.
      Minha prosa é meio "técnica".
      Meus poemas são corretos,bem rimados,mas a eles falta o calor que possuíram as falas da nossa amiga.(que pode ter sido uma bipolar)
      As coisas mudaram.
      Naquele tempo,ela receou essa mudança,mas chegou a um acordo com o destino.
      Ela jamais perderia a sua pulsão poética.
      Outrossim, não dificultaria sua transformação,pois a vida segue sempre em frente,que se há de fazer...(frase da canção do Chico Buarque),e se não mudamos, o "trem do futuro" nos altera à revelia.

      Excluir
    24. Sim, e espera-se que esta lei esteja incutida na minha consciência.

      Excluir
    25. Ao Adilson, de novo,

      vc pode ser um bobão,mas estou "tomando seu partido".

      Continue fazendo o que sempre fez,só maneire na briga com o sr.Vaivolta.
      Estamos numa democracia.
      Discordo de você em tudo,mas como diria Voltaire,defenderei fortemente seu direito de ser e de aparentar o que desejar.
      (não sei se a frase era assim mesmo)

      Excluir
    26. ao sr.IEU

      acho que o sr.é um padre.(não estou brincando)

      Como eu disse outro dia,o sr.não nos conhece bem,embora tenha prática em gds.
      Não leve a sério o Adilson.
      A função dele é provocar debates religiosos.
      Sua rudeza é uma isca para manter as pessoas focadas nas prosas,e sempre esperançosas de se mostrar superiores a ele,o que as leva a falar o que pensam sobre suas religiões.

      Ele não é um Troll,mas sim,um "nique alternativo".
      Mesmo se ele for real,pode ser algum senhor idoso,tentando escapar da solidão.
      Não possui a intolerância que aparenta,e intuo que na vida real, é diferente de como se mostra aqui.
      Ele está tentando ...
      ...deixa quieto.

      Seus temas(sr.IEU) são um deslumbre,e eu costumava debater esses assuntos com o sr.William.
      Ele vive dizendo que não podemos esperar que os intolerantes não ganhem poderes e mais poderes,se não sabemos escolher os que nos representam.
      Isso precisa se dar pela via política,e pela escolha dos nossos representantes de classe,em todas as situações possíveis.

      Por favor,continue suas crônicas,e não ligue para o Adilson.
      Se ele perguntar algo, só responder com brevidade,depois,continuar seus temas.
      Isso é o que fazemos.
      Aí,ao Adilson só cabe interagir conosco no assunto do qual queremos falar-ou continuar sua longa discussão com o sr.Vaivolta.
      A prosa deles não precisa impedir a nossa,nem o contrário deveria acontecer.
      Ouça ao sr.Hosaka também,ele é mais esperto do que eu- alguém disse isso hoje...(rs...)

      ...agora vou ficar mais aqui,porisso estou tentando "cuidar" da minha nova casa...

      Excluir
    27. Minha mui cara, querida e amada irmã Nihil.

      Confesso que fiquei surpreso com seu apoio ao que o prezado irmão 233 aqui faz. Pois uma coisa é entender a ignorância (mãe do desejo, pai de todo sofrimento na crença que a amada irmã adota) de uma pessoa e se compadecer da pessoa em si, como um irmão em condição de profunda distância das coisas elevadas. Outra coisa é apoiar que tal pessoa continue a praticar os atos de baixo nível decorrentes desta triste condição. Lembrei-me de Tim Maia, o qual estranhou que neste país "prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia e pobre é de direita", ao que eu acrescentaria "budista defende a pena de morte e baixaria generalizada em debates".

      Imagine a recepção que o amado irmão 233 teria caso se comportasse como aqui se comporta em um templo de qualquer religião que não fosse a dele. O comportamento ofensivo, grosseiro, cheio de falácias, clonando outros participantes que aqui tem é inadequado para o ambiente. Até o entenderia para alguns ateus que dizem não ter compromisso algum com nada, mas não de quem se diz servo do altíssimo. E que ainda diz aos quatro ventos e com orgulho que o amor ao próximo (compaixão, na terminologia da sua crença) é sentimentalismo barato que nos impede de entender com clareza o que Deus pretende.

      De forma a propiciar uma troca de opiniões (e de dúvidas) com um nível ao menos suportável em relação à cordialidade e ao respeito à opinião e à pessoa alheias eu vou me abster de conversar com o amado irmão 233 (ao menos se ele se comportasse como um 333, meio besta, em vez de um 999, besta e meio), até que ele altere o seu comportamento. Eu sei que na vida real ele muito dificilmente pode ser como aqui se apresenta, pois seria linchado ou internado em um manicômio.

      Fique bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    28. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    29. Menos mal se não vcs não irão se comunicar,sr.IEU.

      Desculpe,mas é que conhecemos o Adilson há muito tempo,e sabemos que ele é um nique inofensivo.
      Talvez ele está se divertindo nesse momento com nosso assunto sobre ele,pois ele deseja mesmo é provocar conversas.
      Não defendi o "baixo nível" em debates,ao contrário,eu defendi a objetividade nas prosas.(e fui solidária ao sr.)

      O sr.me criticou por elogiar a pena de morte.
      Aproveitarei o ensejo para dizer que sou contra essa punição.
      O que eu comentei outro dia sobre isso,foi por estresse com um crime que chocou a opinião pública.
      Não consigo sempre bloquear em mim sentimentos passionais.
      Contudo sou favorável _de verdade _ à prisão perpétua para criminosos hediondos,e a favor de um período maior de reclusão para crianças nefastas.

      Todavia não é o tempo todo que consigo ser santa...ninguém consegue isso dezoito horas por dia.

      Oxalá,tenha ficado entendido que ontem tentei mostrar como podemos conviver produtivamente nesse site.
      Talvez foi vaidade minha agir assim,mas cumpri um dever,e doravante irei me omitir dos assuntos que não me pertençam exclusivamente.
      Voltarei a "cuidar da minha vida" como cabe a uma srta Nada fazer.

      Uma boa terça feira ao sr.,e aos demais.

      Excluir
    30. Realmente, srta Nihil, a ninguém cabe intermediar nada aqui.
      Todos demonstramos competência para aquilo que falamos, alguns demonstram uma competência fantasiosa, como este IEU, que até agora não explicou porquê ele está certo e porquê deus está errado, já que está claro na epístola de paulo que todos pecaram. Mas IEU entende que pode por ele mesmo salvar uma parcela da humanidade e mesmo as criancinhas que não tem pecado algum.
      Esta é realmente a escapatória dos fracos que não tem como responder a questionamentos fundamentados na razão.

      Excluir
    31. Minha mui cara, querida e amada irmã Nihil,

      Não veja como uma crítica à senhora eu ter comentado a respeito do seu apoio à pena de morte (mas convenhamos, isto é muito pouco comum em budistas!). Há casos e momentos em que a revolta realmente tomam conta de nós e produzem mentes menos nobres, como as de vingança. Sou favorável à eliminação que o risco que estas pessoas causam aos demais membros da sociedade, o que em muitos países é feito com o enjaulamento dos criminosos por longos períodos. Para mim o período deveria ser logo e não exatamente como uma punição (a armadura e principalmente a espada da justiça não são para humanos usarem, falta-nos sabedoria) a quem cometeu atos criminosos, mas como medida de proteção aos demais, e durar até o dia que deixem de ter vigor físico para produzir danos aos demais para os casos mais graves.

      O problema é que o Estado brasileiro é inaceitável e inacreditavelmente ineficaz em manter estas pessoas em condição em que não continuem sendo risco aos demais, mesmo quando estão atrás das grades (as prisões são centrais de treinamento, planejamento e coordenação dos criminosos), isto quando os nossos meritíssimos juízes não os mandam libertar por conta de uma legislação que confirma cabalmente a frase do Einstein sobre a infinitude da imbecilidade humana ou por cegueira dos próprios magistrados.

      Isto gera uma sensação de impunidade que só alimenta o crime e a revolta da população em geral, que fica a mercê de criminosos (que são irmãos que estão na mais profunda e lastimável ignorância, lembremo-nos), e pede por medidas que em geral não pediria se o Estado cumprisse a sua obrigação constitucional de garantir a segurança pública. Aliás, o que caracteriza a existência de um Estado organizado é o monopólio do uso da força (que neste caso diferencia-se da violência por ser utilizada para proteger direitos e não para desrespeitá-los) pela administração pública, a qual, em troca, passa a ter o DEVER de garantir o direito do restante da população à segurança. Em relação à maioridade penal, sou a favor que seja com a mesma idade que é na Grécia (12 anos). Os gregos têm uma sociedade muito bem organizada há muitos milênios, com longa tradição filosófica e, apesar de não ter conhecimento a respeito dos critérios utilizados por eles, tenho a impressão que não escolheram a idade que escolheram a toa.

      O que ocorre no Brasil é que há uma parcela da sociedade com indivíduos tão piedosos e bonzinhos que acabam por ser ingênuos e bobinhos. Tenho um amigo que diz que quando queremos ser bonzinhos além de nossa capacidade acabamos fazendo como o monjolo, que está sempre se enchendo, se esgotando e dando pancadas. O problema é que neste caso uma parte da sociedade continua a ser ingenuamente boazinha/bobinha enquanto outra (e esmagadora) parte dela já está de “monjolo” cheio, esgotada e dando pancadas, mais exatamente tiros. Aqui a coisa está tão séria que tem até poetisa budista querendo mandar alguns irmãos em situação de ignorância hedionda para o cemitério.

      Voltando a coisas mais amenas, no caso do Vesak, pelo pouco conhecimento que eu tenho a respeito dele, a sua data é determinada pelo alinhamento entre Lua (cheia) e Sol tanto no nascer quanto no por do Sol em um mesmo dia, de forma que quando um está nascendo o outro está se pondo e vice-versa, o que este ano ocorreu no dia 25 de abril (em geral ocorre no início de maio). Como é uma data determinada por um evento astronômico ela não pode ser alterada pelas criaturas a base de carbono que infestam este planeta.

      Fique bem, com a graça de Deus.
      Metta

      Excluir
    32. Meus mui caros, queridos e amados irmãos,

      O nosso mui caro, querido e amado irmão Daniel pediu, logo aí em cima [Danielterça-feira, abril 30, 2013 12:37:00 PM], que eu explique “porquê ele [no caso IEU] está certo e deus [com inicial minúscula!?!?] está errado, já que está claro que na epístola de paulo [com inicial minúscula!?!?] que todos pecam. Mas IEU entende que pode por ele mesmo salvar uma parcela da humanidade e mesmo as criancinhas que não tem pecado algum.”.

      Já que a Selma postou um tópico a respeito de falácias e teve o cuidado de informar que “Falácias também podem ser realizadas inconscientemente”, o que eu estou certo de ocorreu no caso do amado irmão Daniel, temos a oportunidade de ver vários tipos de falácia bem exemplificadas.

      O primeiro tipo é o do falso dilema, pois tanto eu quanto Deus (sempre com inicial maiúscula, por gentileza) podemos ter a mesma opinião a respeito de algo (se bem que sempre saberei que a minha sempre será inferior).
      O segundo é o da derrapagem, pois o fato de Paulo (sempre com inicial maiúscula, por respeito pelo menos à gramática) ter dito que todos pecam não implica necessariamente que eu estou errado.
      O terceiro tipo de falácia ali encontrada é a da pergunta complexa, já que uma das afirmações também não tem nada a ver com as outras e muito menos a conclusão que ele afirma ser minha quando na verdade é apenas e tão somente dele.

      Os mesmos tipos de falácia podem ser encontrados quando ele diz que “Esta é realmente a escapatória dos fracos que não tem como responder a questionamentos fundamentados na razão.”, pois uma coisa não tem nada a ver com a outra, além dele não ter usado razão ou argumentação alguma para sustentar a conclusão, a não ser que se considere que a interpretação que o amado irmão Daniel dá às escrituras representam a verdade mais pura e absoluta, caso no qual ainda teríamos, pelo menos, as falácias de apelo à autoridade (a que ele próprio se atribui) e ataque pessoal (me chama de fraco, pois não tenho como responder a questionamentos).

      Este tipo de texto demonstra um tipo de mente muito simplista (o que é outra falácia, a da simplificação de temas complexos) que em geral opera de forma bipolar e maniqueísta, mentes estas que produzem cenários com 100% certo OU 100% errado (como em linguagem binária, zeros e uns), de infinitas falsas dicotomias. Para este tipo de pessoa, a busca da Verdade, tão cara a todos os que se dispõem a investigar o mundo, se encerra na leitura e interpretação de um único conjunto de textos, que podem ser a Torá, os Evangelhos, a Bíblia, o Alcorão, O Capital, O que fazer (Lênin), O programa de Transição (Trotsky), O livro vermelho (Mao), Assim falou Zaratrusta (Nietzsche) e outros textos (se bem que o pessoal que idolatra gente como Nietzsche em geral lê muito mais que Nietzsche e é muito mais aberto).

      A favor do texto do amado irmão Daniel podemos dizer que ele aparentemente fez o máximo que pode para não ser ofensivo, dizendo apenas de minha fraqueza e incapacidade de responder questionamentos fundamentados na razão, o que também acaba incorrendo em outra falácia, pois a fé que alguém tem nas escrituras sagradas de determinada religião não tem como ser chamada de razão. Mas para ele esta diferença não existe (outra falácia), a Verdade, toda ela, está nas escrituras e a ÚNICA interpretação correta é a que ele atualmente tem, esquecido de que ele certamente já mudou de ideia e que antes ele considerava a mesma coisa, ou seja, que ele era portador da verdade absoluta.

      Apesar de antecipadamente prever que o caríssimo irmão Daniel não vai se ofender com o que digo (afinal, sou eu que estou dizendo, e mesmo que fossem dúzias de estudiosos nada mudaria, não está nos evangelhos) eu ressalvo que as falácias são algo tão sorrateiro que são usadas em uma enorme quantidade de vezes por quase todos nós todos os dias. As mentes de autoapreço que tanto nos acalentam e massageiam o ego nos fazem cair nelas o tempo todo, basta que nos distraiamos um pouquinho.

      Fiquem bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    33. Hum, talvez você queira que eu o elogie pelo texto e por corrigir a forma como eu sempre escolho redigir meus comentários aqui e em qualquer lugar... Mas não.

      Por que você está certo e não deus?

      Excluir
    34. Meu mui caro, querido e amado irmão Daniel,

      Eu não disse que eu estou certo e não Deus (com inicial maiúscula). Foi você quem estabeleceu isto ao perguntar-me “Por que você está certo e não deus?”.
      [Não sei o motivo pelo qual um servo do altíssimo grafaria esta palavra com inicial minúscula]

      O que o faz acreditar que a minha opinião contraria a de Deus? O grande problema é que você se acha conhecedor pleno da vontade de Deus e em razão disto crê e afirma que se eu tenho opinião diferente da sua, então eu tenho opinião diferente da d’Ele.

      É esta suposição de sabedoria que eu tenho dito ser perigosa. Aqui no blog da Selma, até que não, o máximo que fazem é enlouquecer o amado irmão Vai-Volta e afugentar irmãos que desejam uma conversa mais tranquila. Mas pelo mundo afora, assim como o amado irmão 233 faz aqui o que bem entende por considerar que está defendendo a verdade e fazendo a vontade de Deus, muitos absurdos foram e são feitos pelos que têm esta certeza toda, não apenas por radicais de alguma doutrina religiosa, mas de qualquer ideologia.

      Fique bem, com a graça de Deus, meu amado irmão.

      Excluir
    35. Que difícil..
      Você e apenas você, entende que pode definir o seu deus (e escrevo da maneira como eu quiser, porque pelo que eu me lembre não existe mandamento para isto, a menos que o amado irmão queira criar um agora) bom e justo. Todos pecaram. E por que agora você deseja salvar boa parte da humanidade apenas porque acredita em sentimentalismo?
      Para você não está claro que existe apenas um modo para ser salvo?

      Excluir
    36. Meu mui caro, querido e amado irmão Daniel,

      É caríssimo irmão, aqui não irás encontrar as suas costumeiras ovelhas balindo em concordância uníssona, é difícil mesmo.

      Inicialmente informo o amado irmão que a definição de Deus como bom é justo não é minha, ela faz parte da consciência coletiva da humanidade há milênios e tem sido tratada pelas mais diversas crenças religiosas. Também lembro ao querido irmão que apesar de não existir mandamento para escrever a palavra Deus (se bem que em todas as escrituras ela está com inicial maiúscula), existe a gramática da língua portuguesa. Esta palavra tem diversas acepções e a que esta sendo aqui discutida é com inicial maiúscula. Usa-se inicial minúscula quando estamos tratando de deuses ou deidades e em sentido figurado. Mesmo em Filosofia, neutra por princípio, a entidade aqui em discussão tem a sua denominação mais comum (Deus) grafada com inicial maiúscula. Mas deixe isto para lá, escreva do jeito que quiser, mas que é estranho demais para um servo do altíssimo, isto é.

      Eu até agora não entendi o motivo da oposição do querido irmão a que uma grande parcela da humanidade seja salva. O que o amado irmão tem contra as pessoas em geral? Outro detalhe é que eu sei que todos erramos/pecamos, por que o caro irmão insiste em reafirmar isto. Além disto, eu não acredito em sentimentalismo, acredito em Deus, bom e justo, assim definido por milhares de anos por várias religiões. Estou custando a crer que estou discutindo com alguém que se diz servo do altíssimo por ele discordar que Deus seja bom e justo. Era só o que me faltava.

      O caríssimo irmão está me perguntando se para mim “não está claro que existe apenas um modo para ser salvo”, ao que eu respondo que consta no Novo Testamente esta maneira, a qual foi deixada pelo próprio Mestre ao ser perguntado o que devemos fazer para alcançar a vida eterna, ou seja, amar a Deus e ao próximo como a si mesmo, o que traduzido em ações, implica em tratar bem aos demais. Eu bem sei que esta não era a resposta que o amado irmão esperava obter, mas fazer o que, não se faz mais ovelhinhas obedientes como antigamente, não é mesmo?

      Fique bem, com a graça de Deus, querido irmão.

      PS: Não sei se o amado irmão notou, mas ao mostrar quantas falácias existem em um pequeno texto de sua autoria, foi também mostrado que as “verdades” em que se sustentam as suas crenças são falsas verdades.

      Fiquem com Deus irmãos

      Excluir
    37. tripitaka 1.019

      Que saudadona de vocês! (ainda estou lendo os textos)

      Essa mensagem é para o Denytus.

      Não adianta,muitas das suas assertivas,eu não entendo.
      A não ser quando vc escreve no "Terapia da Lógica".

      Excluir
    38. Difícil mesmo.
      Verdades falsas. Acho que não.
      Quem crer nele e for batizado, será salvo. Tudo bem, isso pode ser só o que eu acredito.

      Excluir
    39. Não se preocupe srta Nihil. Eu não estou conseguindo escrever lá.

      Excluir
    40. Bom dia, meu mui caro, querido e amado irmão Daniel, espero que o prezado irmão esteja em paz.

      O uso de falácias (que por definição é uma verdade enganosa) em uma apresentação de argumentos torna falso o que se pretende provar verdadeiro através daqueles argumentos. O amado irmão pode dizer que a sua fé o leva a ter aquilo como verdade e, como estamos discutindo religião, isto pode ser levado em consideração para um determinado grupo de pessoas que comunga da mesma fé. Já para os que não acreditam ou simplesmente estão em dúvida sobre a validade daquilo, isto não representa nada mais do que uma opinião a mais a ser considerada (ou não).

      Por falar nisto quem disse, e onde está escrito “Quem crer nele e for batizado, será salvo”?

      Fique [bem,] com [a graça de] Deus.

      Excluir
    41. tripitaka 1.019

      Ao sr.IEU- e aos demais,

      vejo que preciso me desculpar convosco por ter "dado apoio" por esses dias à idéia da pena de morte,pois sempre fui contra ela.
      Tive um "mau momento",e às vezes,fico desembaraçada demais.

      O sr.tem razão.
      O "wesak" é a lua cheia no signo oposto ao de Touro,e costuma se dar em maio.
      Ocorrem nesse dia outros festivais esotéricos,além da festa budista.
      Um motivo principal da minha escolha pelo budismo,ocorreu há trinta e três anos,quando vivi um fato marcante numa data assim.
      Situações incríveis acontecem nessa "lua" aos que estão desprevenidos.
      É uma "janela de ascensão" ou de "perdição".
      A violência urbana e o risco de acidentes aumentam um pouco em tal período.

      Excluir
    42. Bom dia minha cara, querida e amada irmã Nihil Japamala (da Silva?), espero que estejas em paz.

      Não se preocupe por este pequeno detalhe. A indignação e a revolta com certas atitudes nos produzem mentes de difícil controle.

      Continuando a exposição do que eu vejo como um risco latente à paz do nosso mui pacífico país, assim como nós evoluímos em mentalidade (ou deveríamos) e cognição desde o nascimento até a velhice, e somos condescendentes e compreensivos com as crianças devido ao seu raciocínio simplista não lhes permitir perceber os nuances e os detalhes de situações mais complexas e potencialmente perigosas, da mesma maneira podemos e devemos ser condescendentes pessoas ou grupos que tenham pensamento assim, simples.

      Mas, da mesma maneira que fazemos com as crianças, às quais damos limites e reagimos com firmeza (ou deveríamos) em caso de ultrapassagem dos tais limites, o mesmo se aplica a pessoas e grupos simplistas, principalmente os que assumem mentalidade mais radical. A estes há que ser dada a condescendência, mas também impostos limites, da mesma maneira que fazemos com as crianças, para que não tolham os direitos e a liberdade das pessoas com seu simplismo, o qual facilmente debanda para arbitrariedades e radicalismos.

      Esta medida é para o bem de todos, ela visa inclusive proteger os radicais deles mesmos, pois caso adquiram força suficiente passam a agir de forma exacerbada no sentido de tolher a liberdade dos demais. Nestas situações o restante das pessoas costuma reagir com vigor, pois seu direito à liberdade está sendo tolhido, e este é um direito pelo qual luta-se e morre-se há milênios. Com isto as sociedades podem sofrer com gravíssimos e sangrentos conflitos, o que produz dor e sofrimento para todos, inclusive para os radicais, de modo que o acesso a excessivo poder deve ser impedido a todos, mesmo aos não radicais, mas principalmente a estes, sejam eles de que ideologia ou doutrina forem.

      Fique [bem,] com [a graça de] Deus.
      Metta

      Excluir
    43. "E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
      Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado."
      Marcos 16:15-16

      Excluir
    44. Meu mui caro, querido e amado irmão Daniel.

      Muito obrigado pela gentileza. O prezado irmão reconhece o trecho a seguir?

      25 Levantou-se um doutor da lei e, para pô-lo à prova, perguntou: Mestre, que devo fazer para possuir a vida eterna?
      26 Disse-lhe Jesus: Que está escrito na lei? Como é que lês?
      27 Respondeu ele: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu pensamento (Dt 6,5); e a teu próximo como a ti mesmo (Lv 19,18).
      28 Falou-lhe Jesus: Respondeste bem; faze isto e viverás.

      Dizei-me, esta parte tem validade, caro irmão? Pois aqui temos uma resposta direta a uma pergunta direta, que é a que nos interessa, ou seja, "que devo fazer para possuir a vida eterna"?

      Fique [bem,] com [a graça de] Deus

      Excluir
    45. Daniel, essa resposta foi a de um judeu, Jesus, a outro judeu intérprete da Lei que procurava a autojustificação, enquanto a aliança com os judeus continuava valendo, se alguém conseguisse cumprir toda a lei viveria, mas está escrito que:

      "Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como trapo da imundícia; todos nós murchamos como a folha, e as nossas iniquidades, como um vento, nos arrebatam." Isaías 64:6

      A pergunta do judeu foi "o que devo fazer", e a resposta de Jesus quando os discípulos questionaram sobre quem poderia se salvar foi:"aos homens isso é impossível", porque ele dissera ao jovem rico que fizera a mesma pergunta sobre o que deveria fazer para ser salvo que devia dar tudo o que tinha aos pobres e segui-lo.
      Ora, Jesus sabia que o jovem rico não queria se desfazer das riquezas, e nem o intérprete da lei queria amar o próximo.
      O samaritano é um símbolo de Jesus, que pagou pelos pecados dos que iam morrer. O sacerdote e o levita simbolizam as religiões que não podem salvar. Assim como o samaritano ficou de voltar, Jesus também voltará, foi o que ele disse. O homem assaltado simboliza o pecador vítima dos falsos ensinos das religiões.
      Essa parábola do bom samaritano se encontra em todo site rivailista, porque eles a veneram, porque pretendem com ela justificar o ensino de boas obras para a evolução espiritual. Todo rivailista-rencarnacionista-peruquista a conhece de cor, mas eles fazem questão absoluta de ignorar as centenas de versículos que afirmam que só existe salvação pela fé na obra vicária de Cristo.

      Ora, se está escrito que nossa justiça vale tanto quanto trapos de imundícia (pano de menstruação) para Deus, como é que poderíamos obter a salvação (ou evolução em trilhões de vidas) por nosso próprio esforço? A Bíblia, portanto, nega a doutrina reencarnacionista.

      Excluir
    46. Meu mui caro, querido e amado irmão Daniel,

      Uma coisa quem é cristão (e a mim o irmão dá a impressão de assim considerar-se) deve definir e ter claro em sua consciência: se o valor da palavra de Jesus, que é o Cristo, pode mudar ao sabor do tempo (ou de alianças) e se há alguém com mais autoridade que o Cristo. Em outros termos, se a palavra dele vale como a palavra do Mestre ou como a palavra de um judeu qualquer, que pode ser sobrepujada e anulada pelas palavras de outros, sejam eles seus apóstolos ou mesmo pela de profetas, também judeus.

      Se o amado irmão dá à palavra dos discípulos e apóstolos do Mestre mais valor do que à palavra do próprio Mestre, ou se o caríssimo irmão dá a outros judeus, profetas mas ainda assim judeus, mais autoridade que ao Mestre por ele ser judeu, a impressão que passo a ter é que o irmão não é um cristão, como está a pensar que é, pois dá às palavras de outros mais valor do às do Mestre.

      Fique [bem,] com [a graça] Deus, amado irmão.

      Excluir
    47. Obrigado pelo esclarecimento, Adison. Eu entendo como você entende.

      Excluir
    48. Meu mui caro, querido e amado irmão Daniel.

      Reconheço o direito do prezado irmão de acreditar no que acredita, posto que estamos tratando de assunto religioso, o qual se funda na fé. Apenas solicito ao amado irmão que entenda que o mesmo direito que o querido irmão se dá, ele deve dar aos demais irmãos: ter sua crença pessoal, fundada na fé que cada pessoa tem, fé esta que ela pode fundamentar no que achar conveniente.

      Não há garantia de que IEU esteja correto em minha fé, assim como não há certeza de que o caríssimo irmão esteja certo, isto quem sabe com certeza é Deus e devemos ter a humildade de reconhecer isto. Isto leva a uma posição de respeito e de tolerância para os seguidores de outras concepções e interpretações das quais o amado irmão discorda, visto não ter argumento mais forte que sua fé em suas próprias interpretações.

      Fique com Deus

      Excluir
    49. Eu não acredito em nada por achar conveniente, e acima de tudo eu fundamento a minha fé em citações bíblicas que eu já expus aqui, também com a ajuda do Adilson.
      Mas eu não posso discutir o que é conveniente para você, porque eu não vou por este caminho.

      Excluir
    50. Bom dia meu mui caro, querido e amado irmão,

      O que tenho observado, não apenas em questões religiosas, mas também na imensa maioria dos assuntos, alguns dos quais nem imaginamos que TAMBÉM sejam assim, as pessoas têm pensamentos próprios e apenas procuram ideologias, textos e doutrinas que se encaixam naquele modo de pensar que é da própria pessoa, e depois dizem que pensam isto e aquilo com fundamentação neste ou naquele sistema de pensamento.

      Um exemplo muito claro disto é que o amado irmão se considera cristão, diz que fundamenta o seu modo de pensar em citações bíblicas, mas sabe perfeitamente que há pelo menos dez ou vinte mil (se não forem dez ou vinte milhões) interpretações diferentes da que o prezado irmão escolheu com a ajuda de seu fiel irmão a respeito da mesmíssima Bíblia.

      Estas pessoas todas (inclusive o caríssimo irmão) também consideram que são cristãos, que estão certas e que se fundamentam em citações bíblicas, mas elas é que extrapolaram as suas perspectivas em relação a Deus e criaram um "deus" (neste caso com inicial minúscula, pois o sentido é outro) à imagem e semelhança de suas mentes, em vez de ter a humildade de investigar o mundo e descobrir/admitir que Deus é que criou o homem à sua imagem e semelhança.

      Em geral as pessoas entre estas que têm mentalidade mais simplista são menos tolerantes em relação a outras religiões e principalmente a interpretações diferentes dos mesmos textos sagrados e acabam adotando comportamento exclusivista, considerando todos os demais de forma demeritória e, com a fé cega decorrente de seu pensamento simplista, os destratam e muitas vezes os agridem ou mesmo entram em conflito armado, certos de que estão defendendo Deus, quando na verdade estão defendendo a própria presunção de infalibilidade, a própria ignorância e falta de civilidade mínima. Aqui no Brasil, onde a população tem um nível de tolerância extremamente elevado, estas mentalidades mais simplistas não estão, ao menos por enquanto, produzindo grandes danos, mas em países com menor tradição neste quesito há sangrentos conflitos gerados exatamente por este tipo de mentalidade.

      Estou certo que o caso do amado irmão não é este, o que não se pode dizer que seja a situação de seu fiel irmão que vive a espalhar ofensas e impropérios que apenas revelam um coração tomado de ressentimento e não do amor fraterno pelos irmãos neste vale de lágrimas em que nos encontramos. Dependendo do país que tivesse nascido, eu temo que ele já teria se tornado homem bomba ou algo ainda pior na defesa de sua fé inabalável, muito bem fundamentada nos trechos bem escolhidos do livro sagrado local.

      Fique com Deus, meu querido irmão, com a graça e as bênçãos de Deus Todo Poderoso.

      Excluir
    51. Obrigada pela réplica,sr.IEU.

      Precisamos mesmo ficar atentos,pois apesar de toda a permissividade existente,alguns "radicais" estão ocupando vagas de poder.
      Vagas que nós mesmos concedemos pelo voto.
      Não é muito esperto facilitarmos a vida de certos tipos,para depois,tentar reprimir aos mesmos.
      Uma profilaxia nos nossos contatos urbanos costuma funcionar mais.

      Excluir
    52. O que o fingido "irmão" IEU Robson pretende, na verdade, é que se respeite o direito de impostores enganarem pobres coitados ingênuos, como fazia o Emperucado e suas fingidas mensagens de parentes mortos e materialização da Josefa Musselina.
      Ele também não gosta nem um pouquinho que eu diga que o grande mestre dele, o professorzinho Rivail era um bobão que tentou explicar as lendas sobre fantasmas com hipóteses idiotas, porque não sabia da existência do subconsciente, o qual é a verdadeira origem das mensagens do Além, porque espíritos não existem.

      Excluir
    53. Bom dia minha cara, querida e amada irmã Nihil,

      Continuando a nossa conversa a respeito de pessoas com raciocínio mais simples e nesta caso também simplista, há um detalhe a respeito do qual boa parte das pessoas nem desconfia, simplesmente liga o automático e vive sem muito pensar no que está fazendo, que é a questão do determinismo histórico-geográfico. Pois o que pensamos é em grande parte determinado pela influência recebida do local e do tempo em que vivemos.

      Quando eu estava no inicio da adolescência (faz tempo...) eu comecei a imaginar o que eu seria, pensaria e acreditaria se tivesse nascido e educado em condição diferente da que comigo ocorreu. Foi na época em que passei a questionar tudo, aquela que o Freud chama simbolicamente de “matar pai e mãe”, ou seja, libertamo-nos de nossos pais, passando a desenvolver personalidade própria.

      Eu não sei se algum participante ou observador deste blog já se perguntou isto em relação às suas crenças religiosas. Falando de forma mais dirigida a quem supõe que conhece a verdade absoluta, será que seria imaginável o irmão pensar um pouco e verificar que Deus terá características e virtudes supremas e, em função disto, não ficaria limitado ao que estiver escrito em qualquer lugar deste ou de outro planeta? Caso contrário ele seria apenas mais um “crente na palavra” escrita por um ser humano e como tal, limitada pelo idioma, pela linguística e pelo que seria compreensível pelos mortais que habitassem aquele planetoide perdido no Universo? E que, neste caso, o próprio Criador seria obedecedor em vez de obedecido, tornando-se assim um "deus"?

      Será que o irmão que se julga conhecedor da verdade absoluta consegue imaginar que se tivesse nascido na Arábia Saudita (ou lugar parecido) ele seria muçulmano e estaria dando graças a Alá por ler nascido lá e não em um país de infiéis (para ele, todos nós), que se tivesse nascido em Israel, numa família de judeus ortodoxos, o irmão seria judeu ortodoxo e estaria dando graças à “aquele que não tem nome” (a que alguns chamam de Jeová e outros de Javé) por ter nascido assim e não ser como estes gentios (para ele, todos nós), que se o irmão se tivesse nascido na Grécia ou na Rússia seria cristão ortodoxo e estaria dando graças ao senhor Jesus por não ter nascido em local onde os hereges tivessem corrompido a pura doutrina cristã como os católicos, anglicanos e evangélicos (para ele, quase todos nós) fizeram, que se tivesse nascido na Itália, na família de um santo da igreja católica não haveria a menor chance do irmão não ser devoto do tal santo e ainda estaria dando graças ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo e a uma imagem do santo da casa (que neste caso, faria milagres) por ter nascido naquela situação e poder assim estar com a certeza da sua salvação ao contrário dos pagãos que não seguem o que reza a Santa Madre Igreja (para ele, a massacrante maioria de nós), que se o irmão tivesse nascido na Tailândia (ou lugar parecido) seria budista, estaria declarando defronte a uma imagem do Buda das quatro direções (e aos quatro ventos) ser incapaz de agradecer e impossível retribuir a felicidade de conhecer as quatro nobres verdades de Buda e a paz que isto lhe traria e ficaria cheio de compaixão para com os restantes seres sencientes do universo por estarem vivendo na ignorância (para ele, todos nós), que se tivesse nascido na China, muito provavelmente o irmão seria ateu materialista dialético militante (comunista ateu, em português claro) e agradeceria (não sei a quem, provavelmente ao Mao) ter nascido sem estas estúpidas superstições que alienam o homem, impedem o avanço das forças produtivas e a emancipação do proletariado (quando a nascer na Índia, dependeria muito de um conjunto de detalhes, mas na média consideraria a todos os demais seres humanos em profunda ignorância e feliz por seguir os corretos ensinamentos do seu guru predileto, além de nutrir o mais profundo respeito pelas vaquinhas todas).

      Fique [bem,] com [a graça de] Deus.
      Metta

      Excluir
    54. Continuando o texto anterior [IEU observer quinta-feira, maio 02, 2013 8:02:00 AM], eu ainda gostaria ainda de questionar os prezados irmãos com pensamento mais fundamentalista e simplista se eles já imaginaram que, em todos os casos tratados no citado post e em uma infinidade de outros, pela doutrina que aqui o amado irmão atualmente alardeia e espalha, ele, sem culpa alguma de ter nascido naquelas condições, seria aniquilado ou arremessado ao inferno mesmo que tivesse sido o mais justo, bom, caridoso, paciente e benevolente dos homens? Seria justo? Já que este irmão mais simplista e menos tolerante, nascendo nestas situações, muito provavelmente jamais teria tido a chance de conhecer outra verdade que não fosse a que lhe fosse apresentada pelas pessoas de sua confiança a começar pela sua amada mãezinha, a qual, obviamente, teria o mesmo destino que ele ao morrer? Aproveitem que podem pensar e pensem, é das poucas coisas ainda gratuitas. Enquanto isso, será que daria para parar de ameaçar os outros com este misto de extorsão e terrorismo?

      Fiquem [bem,] com [a graça de] Deus

      Excluir
    55. Apenas você está se equivocando ao me considerar cristão. Nem o próprio cristo jamais usou essa nomenclatura.

      Excluir
    56. Meu mui caro, querido e amado irmão Daniel,

      O prezado irmão Daniel está certo quando disse que “nem o próprio cristo jamais usou esta nomenclatura” (cristão), pois o Mestre partiu daqui antes do cristianismo tornar-se uma religião diferenciada do judaísmo.

      Além de mais uma vez “estranhar” a inicial em letra minúscula para a palavra “Cristo” (se não respeita o Mestre, ao menos a gramática, amado servo do Altíssimo), o amado irmão, no entanto, equivocou-se ao dizer que “Apenas você está se equivocando ao me considerar cristão”, visto eu ter dito mais acima que “o irmão dá a impressão de assim considerar-se” e que “a impressão que passo a ter é que o irmão não é um cristão”.

      Como o irmão reconhece que não é cristão, nada mais tenho a declarar, além de um pequeno detalhe. Se o prezado irmão Daniel comunga das mesmas crenças que o amado irmão que aqui se apresenta como 233, e o caríssimo irmão Daniel reconhece que ele próprio não é cristão, então o querido irmão que aqui se apresenta como 233 também não há de ser.

      Fiquem [bem,] com [a graça de] Deus

      PS: Quem diria que este dia chegaria, hein, amados irmãos do blog. O amado irmão Daniel, servo do Altíssimo, admitindo que ele explicitamente não é cristão e nem o caríssimo irmão 233, implicitamente.

      Excluir
    57. Meus mui caros, queridos e amados irmãos do blog,

      Já que o caríssimo irmão Daniel, servo do Altíssimo, mas não cristão, reconheceu que aqueles que têm as mesmas crenças que ele não são cristãos (quem diria hein?), podemos passar à outra fase de nossas conversas. Pois uma vez decidido e bem definido que a classificação da fé de uma pessoa não é determinante de seu caráter (pois o amado irmão Daniel certamente é uma pessoas de boa índole, mesmo não sendo cristão), podemos tentar definir para que servem as religiões, doutrinas, ideologias, filosofias e sistemas de educação e pensamento em geral.

      Apesar de ter perdido as esperanças de encontrar algo que seja autoevidente a todos, pessoalmente considero autoevidente que estes sistemas todos servem para nos distanciar da bestialidade e da barbárie, o que pode também ser tido como uma forma de levar-nos a nos tornarmos mais próximos de Deus, não no sentido físico, visto Ele estar em todo lugar, mas no sentido dos valores e do comportamento. Também tenho como evidente que sendo Deus o Altíssimo, esta proximidade será mínima, mas muito significativo será o distanciamento da bestialidade que estes sistemas nos permitirão em relação aos que estão no reino animal e até de seres humanos que, mesmo tendo racionalidade, sinceramente seria melhor que não tivessem, pois a capacidade de planejar lhes dá condição de praticar atos de barbárie e bestialidade com muito maior eficiência.

      Se a função destes sistemas de pensamento for nos distanciar da bestialidade animal e nos tornar mais civilizados e corteses, a medida da adequação destes sistemas deve ser o quanto os mesmos nos distanciam da bestialidade e nos levam em direção à civilidade. Neste caso haveremos de olhar estes sistemas todos de uma maneira mais ampla, sem verificar o que dizem, mas o que produzem, da mesma forma que se mede a adequação da árvore por seus frutos. Sistemas religiosos, políticos, filosóficos e educacionais são bons na medida que propiciam felicidade, paz, prosperidade, igualdade de condições, segurança e bem estar à maior quantidade possível de pessoas, e ruins na medida que levam à sofrimento, infelicidade, violência, desrespeito, conflitos armados, iniquidade, insegurança e angústia à população das regiões em que têm influência significativa. Estes resultados são, por sua vez, intimamente ligados ao tipo de comportamento que estes sistemas levam ou permitem que os seres humanos tenham.

      Um estudo mais rigoroso da história da humanidade mostrará que alguns sistemas de pensamento demonstraram uma maior capacidade de levar as pessoas e as nações por elas formadas a produzirem ambientes mais ordeiros, tolerantes, harmoniosos e pacíficos, enquanto outro grupo de tais sistemas demonstrou uma triste capacidade de produzir infelicidade, sofrimento, intolerância, discriminação, disputas, guerras, conflitos, massacres e genocídios. Em termos geográficos a região a leste dos Urais (oriente) teve menor quantidade de conflitos produzidos por intolerância ao diferente do que a região a oeste dos Urais (ocidente), se bem que há memoráveis exceções dos dois lados. Isto não indica que os sistemas com origem no oriente sejam superiores aos originados no ocidente, mas torna-se emblemático quando se observa que alguns sistemas ocidentais de grande sucesso e popularidade primam pelo exclusivismo no conhecimento ou interpretação da verdade, enquanto alguns dos sistemas orientais de pensamento de maior aceitação são intercomplementares entre si, em uma relação de sincretismo que chega à simbiose e à sinergia.

      Fiquem bem, caríssimos irmãos, com a graça de Deus.

      Excluir
    58. Meus mui caros, queridos e amados irmãos do blog,

      Continuando a nossa conversa a respeito do valor dos frutos de uma árvore, enquanto no ocidente as pessoas e a nações se matam para ver quem é O DONO EXCLUSIVO DA VERDADE, no oriente eles em geral agradecem uns aos outros por lhes mostrar outra face da verdade que eles não tinham percebido. Está se esgotando rapidamente a vantagem que o ocidente teve devido ao florescimento da democracia como sistema de governo e a filosofia (grega e depois europeia) como sistema de pensamento, o que garantiu a imprescindível liberdade para que o progresso tecnológico se produzisse primeiro aqui, permitindo-lhe com isto suplantar pela maior força militar decorrente desta tecnologia as culturas muito mais avançadas e sofisticadas existentes no oriente. Pois os orientais “abriram os olhos”, incorporaram os sistemas de governo e a tecnologia ocidentais e, de posse dela e da disciplina e disposição para o trabalho tipicamente orientais, vão dominando o mundo. Isto na verdade nem é ruim (não é, Hozaka?), e ainda pode nos servir de lição, pois eles assimilaram o melhor que tínhamos e o uniram ao melhor que já tinham, enquanto nós teimamos em continuar com o pior que sempre tivemos.

      Eu já estava sem muitas esperanças em relação ao futuro da humanidade no médio e longo prazos. Mas, como a parte mais sensível do corpo humano é o bolso, quem sabe quem toma as decisões acabe, quando o bolso doer demais, mudando o rumo da nossa imbecil ideologia de exclusivos donos da verdade e passemos a ser mais colaborativos e complementares. É evidente que em todos os sistemas há pessoas honestas, que fazem as coisas com a sincera intenção de ajudar os outros e promover o bem comum, e pessoas desonestas, que fazem as coisas com a intenção de tirar vantagem.

      Sempre temos pessoas decentes e honestas ao lado de pessoas interesseiras e egoístas em virtualmente todas as organizações, entidades e instituições. Se fôssemos julgar a cada instituição ou sistema pelos piores entre eles, aqueles que se aproveitam da boa fé da população para enriquecer e enganar, não sei se sobraria uma só instituição ou sistema de ideias a receber crédito. Neste caso há que se lembrar da diferença entre a instituição ou sistema e cada individuo que faça ou se diga parte deles. Pois o valor da árvore ainda será medido pelos seus frutos e não pelo que alguns estelionatários fazem em nome dela. Nesta situação, poderia ser o caso de perguntarmos que tipo de comportamento e as consequências dele que cada religião (e outras doutrinas filosóficas e ideológicas) realmente produziram. Pois, como disse o Mestre, é pelos frutos que se conhece a árvore.

      Com este post IEU termino por hora a minha participação mais ativa neste blog. Eu já havia dito que me retiraria na semana passada mas tive um pouco a mais de tempo e acabei dando uns pitacos a mais.

      Despeço-me fazendo coro ao que o Mestre disse em Mateus 7:12, tudo o que quereis que os homens vos façam, fazei vós a eles.

      Fiquem todos bem caríssimos irmãos, com a graça de Deus Todo Poderoso, criador dos céus e da Terra, principalmente o amado irmão Daniel, servo do Altíssimo, honesto e decente, e assumidamente não cristão.

      Excluir
    59. Eu nada tenho com as tuas impressões.

      Excluir
    60. encrenca 1.226

      O sr.falou a palavra "pitaco".

      Volto nesse momento a pegar o trem para o passado remoto.
      Estou sob aquele sol escaldante da ilha encantada.
      Sou jovenzinha,e estou com medo.
      O ditador Pitaco eliminou Frínon.
      Ela mandaria para a cadeia os partidários da democracia.
      Sabendo disso,pego meu ouro em casa,e parto para longe,com meus dois amigos de costume.(um poeta,e um músico)
      Safo não foi expulsa,como dizem,mas fugiu para preservar a liberdade e a reputação.
      Uma prisão poderia marcar-lhe a vida,ao ponto de lhe atrapalhar o exercício da arte,- assim como atualmente,os ex-presidiários tem menos chances de uma vida normal,depois de cumpridas suas penas.
      A Sicília era um lugar chato,e nem o casamento a fez gostar de lá.(não aprecio muito suas imagens,e menos ainda, as da Turquia)
      Em poucos anos,voltou para Lesbos.
      Já madura,lembrava da fisionomia do aborígene trácio.
      Era um homenzinho(baixinho que nem ela) desagradável,mas não era ruim,e seus erros haviam sido para salvar a cidade do tirano de Atenas.
      Ela deu risada,quando ouviu de alguns que "apesar de tudo,o mar e as montanhas continuavam no lugar".
      Nenhum ditador ranheta,e nenhum tirano de passagem jamais mudariam a natureza local.
      Ora,eles estavam enganados,pois a superpopulação a descaraterizou um pouco nos tempos atuais,mas estamos falando daquele tempo histórico,templo da memória.
      Nossa garota foi cuidar da sua vida,mas ela implicava com o Pitaco,que ainda mandava no vilarejo.
      Vivia procurando nele erros inexistentes.
      Um dia,fôra passear num bosque para aprender sobre a rota das aves migratórias,pois iria produzir um espetáculo de dança com as "amigas"- baseado em tal rota.
      Ela fez uma poesia também,que esteve no conteúdo dos seus nove livros perdidos posteriormente.
      Peraí?
      Ela reencarnou!
      Arara!
      É a "Céu azul"... (fiuuuuu...)

      Voltando ao bosque,ali ela viu ao senhorzinho andar com muita pressa,rumo ao seu serviço.
      Não olhava para os lados.
      Ela,a neguinha de cabelos crespos e fartos, deve ter ficado na memória dele.
      Ela entendeu que na verdade,o invejava de forma ruim.
      Era um caipira,e conseguira salvar a todos,ao passo que ela,que até era advogada(retórica) não tivera importância no processo político da região.
      Aí,passou a gostar dele,e anos depois,quando os dois feiosos se encontravam nas ruas,conseguiam cumprimentar-se.
      Nesse tempo devo ter aprendido a não levar tanto em conta as aparências,ao julgar as pessoas.
      Alguém lembra de um texto "turbilhão" que eu escrevi no gd do terra,uma vez,quando eu perguntei como podemos perceber o bom coração de uma pessoa,que além de feia,é mal humorada,se nunca a vimos antes?
      O texto acabou virando uma piada para os leitores,mas eu estava falando sério...

      Quando li o livro que tenho como referência para falar na poetinha,pensava em quem podia ser o senhorzinho,pois eu iria querê-lo para mestre espiritual(caso eu o encontrasse),uma vez que ele fôra,e eu tinha a certeza de que ele continuava superior a mim,ainda que tenhamos nos alterado um pouco nesses milênios.
      Um dia,tive coragem e procurei sua imagem na web.
      Levei um susto tão grande,mas tão grande,que por seis meses eu ria sem parar.
      Contei tudo para a "versão atual" dele,e prometi que vou procurar em alguns sebos a biografia(em inglês) do grego para presenteá-lo.
      Hoje em dia...

      ele é meu pai.(arara,aves de todas as cores...)

      Antigamente comecei a acreditar em vidas passadas,movida pela intuição e por devaneios com um tempo remoto.
      Sabia haver vivido na Grécia,só não sabia em que cidade,nem quando.
      Minha confirmação da nossa continuidade histórica,eu tive conferindo a semelhança entre a minha identidade atual,e a antiga.

      Nunca mais terei medo da morte.
      Ela não é o fim de nada,e ainda por cima,não detona a personalidade.
      Até a cara continua a mesma,por muito tempo.
      Isso é bom e simultaneamente é ruim,porque tal história indica que iremos sofrer muito com nossas idas e vindas do mundo.
      Mas,de qualquer forma, como é doce o viver.
      Reclamamos,mas não abrimos mão do vício...

      Excluir
    61. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    62. memórias da web

      Lembrei quem é o senhor,sr.IEU.
      (Levei uns dias para lembrar.)
      Eu estava errada quando achei que nos encontrou pela primeira vez,o sr.realmente nos conheceu um pouco.
      No Uol vi seu nome no gd de Filosofia uma vez,mas como não entendi o assunto sobre o qual vcs falavam por lá,não fiz postagens e retornei logo ao Sociedade/Comportamento.
      Tempos depois no gd do Terra,o sr.interferiu numa conversa minha com o professor Andros.
      Costumava nos seguir atentamente, mas só opinava de vez em quando.
      Eu pensava no sr.como "o astrólogo que nos acompanhava".

      Na ocasião,eu e o professor Andros que éramos tão bons amigos, passamos um tempo brigando.
      Depois deixei de levar ele a sério-e tudo melhorou no site.
      O sr.,sr.IEU conhecia as minhas preferências.
      Cheguei em alguns momentos a pensar que o sr.era um "nique alternativo" do Teacher ,mas depois reconheci que era um "astrólogo",pois falava que nem o místico sr.Oscar Quiroga.
      Posso ter me equivocado nisso, mas "batizá-lo" assim foi meu jeito de esboçar um personagem da sua pessoa em minha mente.
      Seu apelido era outro,mas acho que era o sr.mesmo.

      Fiquei encantada por nos reencontrarmos,e quero agradecer pelas inferências favoráveis que fez entre nós,vez por outra-naquele local tumultuado que em seu último ano, viveu um ocaso consideravelmente quieto.
      Oxalá o sr. não demore muito para retornar a esse blog.

      §§§§§§§§§§§

      Excluir
    63. tripitaka 1.041

      Ao sr.IEU.

      Hoje estou inspirada para escrever uma resposta propriamente dita à sua longa réplica a mim-
      Aqui no Brasil(e em outros lugares democráticos) podemos seguir a crença que desejamos.
      Mas nosso país é um caso curioso.
      Ninguém leva completamente a sério a religião que pratica,e todo comunista nessas paragens é burguês.(para a finalidade do momento, estou imaginando o Comunismo como uma "quase religião")
      Queremos "um muro que nos ampare", um santo que ouça nossas preces, a amizade com a comunidade de irmãos, mas demoramos a nos comprometer com nossa ..."profissão de fé".
      Constituímos o maior país religioso das Américas.
      Claro que formamos o maior país religioso, devido às nossas dimensões continentais, não devido à religiosidade.

      (um grandalhão e um grande homem são didaticamente diferentes...haha!)

      O despertar transcendental do povo está sendo precoce por causa de uma realidade financeira insatisfatória.
      Cedo ou tarde ele iria ocorrer, mas o desejo de viver bem aqui no mundo mesmo andou nos inclinando a antecipar a história.
      Daí como "crianças metafísicas" que somos, nos encontramos fragmentados entre um sentimento místico, a dedicação ao serviço e a preocupação com o lazer.
      Costumamos ir nos templos religiosos "dos outros" e termos em casa ícones da nossa religião,e de outras que mal conhecemos.
      Num lar comum, é normal vermos uma santa ceia na parede da sala, um elefante na porta(para atrair a fortuna), um São Jorge em algum lugar,e alguns patuás escondidos.
      Para ilustrar melhor, a dona da casa em referência pode ser uma católica com fortes inclinações esotéricas(que não combinam muito com o cristianismo)
      Assim vamos vivendo num alegre sincretismo de quem ainda não conhece tanto o dharma que tenta praticar.
      Achamos interessantes as festas chinesas de janeiro no bairro da Liberdade,os budistas(faço parte do grupo) gostam dos eventos típicos de outras cidades,e vemos beleza em passeatas do tipo "a marcha para Jesus".
      No momento atual,poucas chances teremos de ver a emersão de personalidades radicais entre nós.
      Enquanto o aprofundamento dos nossos dogmas não ocorre(e enquanto para nós isso tudo é um colorido carnaval),podemos treinar as futuras gerações no exercício da tolerância e da cidadania,como profilaxia a médio prazo contra a "xiitização" dos religiosos.

      Para evitar que um futuro maior desenvolvimento da nossa espiritualidade se faça acompanhar de efeitos colaterais sérios.

      Mesmo sabendo que o sr.não irá nos ver hoje, desejo-lhe um bom domingo,e um bom dia das mães.
      (dê rosas a ela- toda mulher gosta de rosas-)

      §§

      Excluir
  9. Ah, srta Nihil, tem hora que a srta é entediante. Por que entende que lhe cabe o papel de ser intermediadora?
    Pára de mendigar pela atenção de alguém.
    As pessoas apenas fazem o que intencionam fazer, e isto fica claro quando elas crescem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. entropia 160

      Não, Denytus,não "mendigo a atenção de ninguém"- não preciso me prestar a isso.
      Só estou cuidando da minha "nova casa".

      Hum...a propósito...como vai sua ...alegoria?

      Excluir
    2. Fraterno IEU...

      ... não tenho qualquer duvida de sua razão... também a mim me preocupa a possibilidade de gente sombria do tipo 233, um dia voltem a ter poder nas sociedades em que, por agora, vivem remoendo frustrações por não conseguirem chegar à tão ansiada vingança que lhes comprazeria a "alma"...

      De minha parte, sempre tenho dito que me orgulho do ódio que desperto no perturbado 233, pois sei perfeitamente, isto é, não tenho duvida absolutamente nenhuma que sou seu "pesadelo" e barreira aos seus intentos de "pastor-impostor" que julgava puder dominar este espaço a seu belo prazer ...

      sempre fico mais ciente de que minha missão está sendo bem conseguida quando leio do ódio por mim que vai naquela tenebrosa mente233 o seguinte:

      233»»» (...)Mas tentar cortar a orelha e acertar o pescoço do V-Vai-sem-Volta não seria lá muito ruim. (...)


      sintomático de minha razão... :)...

      Excluir
    3. Meu mui caro, querido e amado irmão Vai-Volta.

      Eu entendo perfeitamente a animosidade que você afirma tomar conta da sua pessoa em função das provocações que o amado irmão 233 faz. Mas a mensagem do mestre é outra, e eu entendo que devemos ignorar suas provocações até que o prezado irmão 233 passe a comportar-se de maneira condizente com o ambiente e o tema em debate.

      Não devemos dar atenção aos seus posts. Assim, isolado, ele perde razão de agir de forma grosseira e se adéqua ao meio. Nada é pior que a indiferença para quem quer chamar a atenção e "causar", que é o que ele aqui deseja.

      Fique bem, com a graça de Deus.

      Excluir
    4. Agora virou moda o casamento gay, o dois médiuns, IEU e V-V-ai-sem-Volta, já compraram as alianças? Pena que o V-Veado-mor já morreu, ele podia ser o padrinho e receber a bênção esquizofrenopsicográfica daquele espírito do cônsul romano que nunca existiu.
      Hahahahahaha! Quanta babaquice de irmão pra cá, meu querido pra lá...coisa de V-V-eados que acreditam em rencarnação. Nem se tocam do quanto são ridículos na defesa das imposturas mediúnicas.

      Quando é que o lusitano vai dizer como é que se pode acreditar nos outros 411 livros do Emperucado, depois que a NASA provou que Cartas de Uma Morta é o livro mais ridículo que já foi escrito?
      Onde é que vai enfiar os marcianos voadores, lusitano otário?

      Excluir
    5. Olá, Daniel, desta vez eu entendi bem a srta.LG. O problema dela é não sabe falar pouco e é metida a mamãe-conselheira. O que ela quis dizer ao IEU Robson é o seguinte:
      Deixe de ser idiota e de choramingar como uma bichona. Se não tem como enfrentar o 233, vá fritar bolinhos.

      Excluir
    6. Eu quis ajudar, Adilson.
      E mais a você,por ser um velho amigo.
      Todavia, já cumpri minha missão.
      Como diria sr.Antonio Abujamra,do programa Provocações,"a vida é de vcs,estraguem-na como quiserem."

      Voltarei a me ocupar só do Budismo e da literatura.
      Adeusinho,tenha um bom dia.(kkk...)

      §§§§§

      Excluir
    7. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    8. Srta. Nihil, por que na Índia, onde existiu primeiro a crença na reencarnação e metempsicose, não existem médiuns psicografando mensagens de mortos, nem materializações de espíritos de criminosos arrependidos?
      Não seria de se esperar que naquele país de crença milenar na vida após a morte existissem milhões de casas de reunião mediúnica, onde antigos mestres trariam mensagens da erraticidade?
      Por quê os espíritos aguardaram milhares de anos para revelar a um professrozinho francês como são as penas e recompensas após a morte, mover mesas, batucarr em paredes e se materializar vestidos dos pés à cabeça? Por que nem unzinho deles fez essas gaiatices na Índia? Lá nunca houve mesas nem paredes?
      Não é um pouco estranho, srta. Nihil?
      Excluir

      Excluir
    9. Srta. Nihil, sinto dizer-lhe que a srta. faz rimas bem superiores às de Safo, e não só a senhorita, mas o Hosaka, eu, a dra. Selma e até o lusitano, o qual nem sabe muito bem o português, porque lê uma coisa e entende outra.

      Excluir
    10. Disse o 233:
      "Continua sem poder responder sobre as psicografias do Emperucado que a ciência detonou.
      Se o livro Cartas de Uma Morta só tem absurdos, como mostrou exaustivamente a NASA, como é que se vai acreditar nos outros 411 livros do Chico Xaveco?
      Qual a saída, sr, V-V-ai-sem-Volta?

      Respondeu o lorpa português:

      VaiVoltasegunda-feira, abril 29, 2013 7:12:00 PM

      ... se alguma vez esse 233 tivesse respondido a questões como:

      afinal se não é corpo carnal que vai sair/ressuscitar do tumulo, que "corpo especial" vai sair dali afinal... hein?? HEIIIIN???

      talvez lhe assistisse direito de exigir aos outros aquilo que ele não faz...


      Ora, ora, ora...Como pode ser tão incompetente? As respostas a essas suas perguntas imbecis estão no cap. 15 da epístola aos coríntios, eu já disse isso várias vezes.
      Por que é idiotice o português questionar os corpos dos ressuscitados? Resp.: Porque ele não questiona os corpos dos espíritos materializados. Ele é ignorante, mas a dra. Selma sabe muito bem o que é preciso para um corpo ter temperatura, pressão sanguínea e batimentos cardíacos. Os espíritos materializados têm todos os sinais vitais de um organismo vivo PORQUE SÃO ORGANISMOS VIVOS, são farsantes fantasiados de fantasmas.
      Por isso eu repito: na minha opinião, quem acredita em materializações não é ingênuo, é idiota.

      Excluir
    11. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    12. Amigo leitor visitante, fica para você a pergunta que o rivailista lusitano não tem como responder:
      Visto que a ciência demonstrou que o livro do Chico Xaveco "Cartas de Uma Morta", onde o suposto espírito da mãe dele descreve a vida nos planetas do sistema solar, só contém asneiras do princípio ao fim, você acha que merecem confiança os outros 411 livros do falecido?
      Acaso já leu esse livro, meu caro visitante?
      Você viu as fotos de Marte enviadas pelas sondas americanas? Conseguiu ver nelas os mares, florestas e cidades descritas pelo espírito da mãe do Chico? Viu algum marciano alado dando belos voos no céu marciano?
      Então, já tem resposta? Você acredita nos livros de Chico Xaveco Xavier? Você ainda acredita que ele recebia mensagens de espíritos?
      Você acredita mesmo em espíritos? Se acredita, como explica os absurdos do livro Cartas de Uma Morta?

      Excluir
    13. o deficitário mental 233 enrola-se todinho em volta de suas baboseiras e injurias (sua marca de identidade) e não é capaz de entender o que qualquer pessoa minimamente normal
      acima de dez anos consegue:

      "se, segundo SUA!!! aberrante ideia, o corpo que é reconstruido (que sai do tumulo) não é o mesmo e a pessoa é... então só pode haver ali caso de reencarnação ou, se se preferir, reincorporação... não pode dar outra saida...

      coitado desse 233... devia andar puxando carroça.... HAHAHAHA...
      (peço desculpa ao restante pessoal mas não resisti perante demonstração de tanta burrice233)... :))))....

      Excluir
    14. entropia 161

      O que irei falar nada tem a ver com os temas acima,mas é um registro bem humorado que quero deixar.
      Alguém falou que "mendigo a atenção alheia".
      Não preciso dessa atitude,pois sou uma "arara colorida" e chamo a atenção por onde passo.
      Na vida "não virtual",costumam me tratar como se eu fôsse a cantora Madona.

      Outro comentário,
      não foi só o meu "treinamento budista" que me motivou a uma intervenção nos assuntos anteontem.
      Sou a mais velha de cinco irmãos,e costumava mediar suas questões,quando éramos pequenos.
      A irmã mais velha,é quase uma madrinha para os menores.
      Hoje em dia,o mais novo deles,tem trinta anos.

      Para mim,ficou o costume,e a habilidade desse tempo.

      Excluir
    15. tripitaka 1.019
      º
      º
      Ao Adilson,

      (bom dia a vc)

      Sempre respondi a pergunta que me fez ontem,da seguinte forma::

      não existe a classificação de uma situação chamda mediunidade na India, porque lá existem os gurus,que às vezes,também mediunizam.
      Como os indianos são muito espiritualizados - não há entre eles uma diferença sensível entre quem vê almas,e quem não vê almas.
      Portanto,eles não precisaram organizar clubes específicos,para apreciarem os fenômenos extrafísicos.

      Pergunte a alguém que veio de lá,e que não se tornou cristão.(o grupo da casta dos "intocáveis" vêm se cristianizando há algum tempo)
      Quase todo mundo já viu o mestre Babají em algum lugar,- um jovem que morreu há uns dois mil anos,e que continua num "bardo eterno".
      Ele foi um garoto que,estando à procura de santidade,escondeu-se numa caverna para meditar,e não saiu dali vivo mais.(judiação...que dó...)
      Atribui-se a ele o conhecimento da kryia yoga,que ele (já em espírito) transmitiu ao mestre Lahiri Mahashaya, ao mestre sri Yukstéwar,e ao pai do sr.Yogananda.
      Sua fotografia é uma das destacadas nos templos atuais da Self Realization Fellowship.
      Em seus altares,há uma fileira de retratos _ou pinturas _dos seguintes luminares,

      sri Yogananda,sri Yukstéwar,sri Lahiri Mahashaya,mestre Babaji,e sr.Jesus Cristo.(não nessa ordem,e a ordem,eu não lembro mais)

      Excluir
    16. tripitaka 1.020

      Não consegui achar uma imagem de tela inteira do mestre,para ser postada,e nem a um texto curto sobre o mesmo.(quando posto imagens,prefiro que elas lotem a tela)
      Convido aos que ficaram curiosos a respeito do mesmo,pesquisarem sobre ele.
      Irão gostar de alguns textos.

      Excluir
    17. encrenca 1.225

      Obrigada Adilson por dizer que minha poesia é melhor do que a da Safo,mas prefiro continuar honrando-a como superior a mim.

      É a tal prosa.
      Todas as artes são superáveis.
      Se ela vivesse hoje em dia,com aquela verve poética exatamente igual,não conseguiria ser uma professora de português,mas na época,seu "calor humano" demonstrado foi impressionante,e para mim,continua parecendo impressionante,porque a senhorita em questão é uma parte antiga da minha pessoa.

      Deuses não deveriam morrer jamais,e no meu entendimento,a poetinha "é deus".

      Excluir
  10. Aviso aos navegantes,

    nessa página,repeti várias vezes o título "tripitaka 1.019" e só agora eu constatei isso.
    São todos textos diferentes entre si,não são repetições.
    Como em nossos blogs,não tem mais o recurso da memória numérica,uma vez que as postagens sem e-mails não são mais possíveis, estou tendo certa dificuldade.
    Espero vir logo a me acostumar a essa nova moda.

    ResponderExcluir
  11. O lorpa lusitano continua insistindo no argumento de Rivail de que não é possível um corpo que se desfez voltar à vida. O "deus" de Rivail é um aposentado que delegou aos "espíritos superiores" a direção do universo, mas esse deus com minúscula não é o Deus bíblico.
    Deus criou TODAS as partículas que constituem os átomos que constituem a matéria, Ele as pode juntar do jeito que quiser. A ideia rivailista de "fluido universal" é uma bobagem anterior ao século vinte, mas os rivailistas continuam a raciocinar segundo Rivail e suas bobagens científicas do século dezenove.

    Foi feita uma pergunta importante, à qual o lusitano não consegue dar resposta:
    Que é que se pode fazer dos outros 411 livros do Chico Xaveco, visto que a CIÊNCIA provou que na obra pseudomediúnica Cartas de Uma Morta só há asneiras? Se já sabemos que Marte não tem mares, nem florestas, nem cidades e muito menos marcianos voadores, a que conclusão se deve chegar sobre as obras do Chico Xaveco?
    O conselho que eu dei à dra. Selma foi jogar todos eles fora, de preferência queimá-los, para que ninguém possa achá-los e ler as bobagens peruquistas. Quanto ao retrato do Gatão Saradão de peruca e óculos modelo Steve Wonder, pode mantê-lo, se for para espantar moscas (o impostor era mais feio que a fome).

    Se o lusitano discorda, que apresente suas razões, que mostre que a ciência está errada e que as "revelações" da mamãe Peruquita são verdadeiras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ora...ora... se o perturbado 233 não consegue sair de seu próprio enrolamento quanto menos conseguirá enrolar os outros (salvo uma unica exceção, que não é difícil saber quem é)...

      ou seja... com seu emaranhado (des)interpretativo alinhavado de forma desajeitada e sem qualquer consistência racional e idónea
      nunca poderá ir longe com seus intentos de impost... perdão, quero dizer de "pastor", metido a fazer de Jesus um farsante que brincava com seus interlocutores e os ludibriava doutrinariamente...

      e...

      ... por falar em "enrolamento à la 233", temos que segundo crê o "enrolado 233"...

      ...se os corpos que vão ser reconstruidos saídos dos túmulos, não têm carne, não têm sangue, não têm ossos...

      ... que corpos "especiais" são esses afinal???...

      hein?.... HEIIIIIN?????.....

      Excluir
  12. Srta. Nihil, a senhorita disse que na Índia existem alguns "videntes" que dizem ter visto esse ou aquele mestre que já morreu há milênios...Eles dizem, mas não provam.
    Ora, isso não é mediunidade rivailista, mas uma doença bem conhecida chamada ESQUIZOFRENIA, ou sem-vergonhice chamada impostura.
    Um suposto médium traz mensagens falsas do imaginário mundo espiritual.
    Veja bem, o esquizofrênico vê, ouve ou sente coisas inexistentes, e na sua mente acha que está captando mensagens de extraterrestres, que há inimigos tentando controlá-lo com forças mentais etc. Tem que tomar remédio diariamente.
    Todo médium honesto é, portanto, esquizofrênico, e pensa realmente que tem contato com espíritos. Há médiuns que são desonestos e mentem, porque não veem nem ouvem nada. Há os que são as duas coisas, esquizofrênicos e impostores, como era o falecido Chico Xaveco Xavier. Ora pensam que estão tendo contato com mortos, ora simplesmente montam imposturas, como a materialização da Josefa Musselina.
    Esquizofrenia tem de ser controlada, mas a mediunidade tem cura: o tratamento é uma sessão de porrada no impostor.
    O dia em que aquele pederasta que se fantasia de fantasma de alemão no Lar Frei Luís tomar umas porradas e for parar no hospital, ele abandona a prática dessas farsas e pelo menos alguns idiotas vão deixar de acreditar nessas canalhices.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ... e por falar em NASA... será aquela instituição pro-ciencia que o perturbado 233 afirma a pés juntos ter mentindo ao mundo inventando uma alunagem que não existiu??...

      hummm... se é, alvez fosse caso para o 233 se perguntar se o "mentiroso" não mais voltou a mentir...

      nota - atenção que não sou eu quem alguma vez afirmou que a NASA é menos séria... apenas estou colocando o que esse 233 disse dum organismo que classifica de mentiroso...

      Excluir
    2. Em que um reencarnacionista acredita? Acredita, sem dar-se conta disso, EM RIVAIL. Não é nos espíritos, não é na Bíblia, é em Rivail.Todo argumento dos reencarnacionistas é repetição do que disse o professorzinho lionês.
      Mas quem era esse Rivail para merecer tanto respeito?
      Rivail era professor de pré-adolescentes, era maçom e rosacruz, por isso ensinou reencarnação e colocou na conta dos espíritos. Ele não sabia nada sobre átomos, Astronomia e Biologia, porque a ciência até a metade do século dezenove era muito atrasada ainda. Rivail acreditava em fluido universal constituinte da matéria, que ele chamou de "matéria quintessenciada", e os rivailistas repetem essa bobagem até hoje. Não sabia nem por que a Lua tem sempre uma mesma face voltada para a Terra. Nem ele, nem o "Plano Espiritual Superior"...que ridículo!
      Monsieur Rivail recebeu de amigos vários cadernos com perguntas e respostas de supostos espíritos para que organizasse as "revelações" que mortos imaginários deram sobre o Além. Achou estranho as divergências entre os espíritos, porque uns diziam haver reencarnação, enquanto outros negavam. Decidiu que devia haver reencarnação, por suas próprias crenças, não foi como ensino do tal "plano espiritual superior". Depois ele mesmo fez consultas aos espíritos usando duas adolescentes como médiuns. Dwight Dunglas Home, o famoso médium, acusou Rivail de só acreditar na mediunidade de suas discípulas, as quais ele influenciava com suas próprias ideias. Home também disse achar muito estranho os filósofos gregos que falavam com Rivail não saberem mais o grego, mas falarem francês fluente...
      Na América, houve outro organizador da doutrina com nome de Andrew Jackson Davis, que foi cognominado "o Kardec anglo-saxão". Davis não acreditava em reencarnação, e daí que os espíritos de um diziam que os do outro eram ignorantes e não sabiam o que estavam dizendo...que coisa!
      Rivail procurou explicar as lendas do povo sobre aparições de fantasmas e inventou um sem número de tolices. Por causa disso é que existem as fraudes mediúnicas, pois os fenômenos descritos por Rivail nunca existiram. Que é que um suposto médium faz ao tentar a materialização de espíritos e falhar? Claro, como vai materializar o que não existe? A saída é arranjar um cúmplice ou ele próprio se fantasiar de espírito materializado, como fazia Florence Cook, que foi desmascarada quando lhe arrancaram o disfarce.

      A Bíblia ensina a ressurreição dos mortos no Dia Final. Jesus, ao dar o vinho aos discípulos, na última ceia, disse: "Isto é o meu sangue, o sangue da nova aliança que será derramado por muitos, para remissão de pecados. Fazei isso em memória de mim, até que eu volte."

      O ensino da reencarnação e evolução espiritual através de vidas sucessivas é ensino antibíblico. Quem quiser aceitá-lo tem todo o direito e liberdade, mas não é lícito dizer que é ensino de Jesus. Isso é enganar os que não conhecem as Escrituras. Reencarnacionista considerar-se cristão é enganar-se a si mesmo, porque esse não é ensino do Novo Testamento.

      Excluir
    3. tripitaka 1.020

      Bom dia, Adilson.
      Irei treplicar sua réplica mais acima.

      Acho um exagero grande parte de uma população sofrer de esquizofrenia.
      (que água eles bebem? fiuzinho...)
      Um tempo atrás eu pensava assim também,mas como é possível haver "surtos esquizofrênicos" inofensivos,e benevolentes,e ao mesmo tempo,haverem outros que precisam ser medicados?
      Passei a imaginar que os contatos espirituais são acessíveis para os que tem uma inclinação a sofrer de esquizofrenia,mas que tais contatos não são os surtos propriamente ditos.

      O mestre Babají foi fotografado numa festa,sr.Adilson...(kkk...)
      Será que uma fantasia coletiva ganhou tanta força,ao ponto de materializar uma imagem num evento?
      Tentarei agora postar uma pintura dele,mas a foto do mesmo na festa eu não vou achar,pois não lembro mais onde a vi.
      Todos os que enxergam ao mestre,o descrevem do mesmo jeito.
      Suponho que a existência real do senhorzinho em referência é mais plausível do que a construção via inconsciente popular de um personagem histórico,com sua atuação no mundo presente.

      Afinal,ele transmitiu a técnica da kryia yoga para o mestre Lahiri Mahashaya,e por causa disso,essa instituição existe.
      Não acho que o distinto swami aprendeu com outro mestre,mas transferiu o mérito para o sr.Babaji,pois isso não seria ético.

      Excluir
    4. Swami Lahiri Mahashaya foi um homem santo.
      Se mesmo pessoas comuns que nem nós,atribuem corretamente direitos autorais,podemos então esperar tal atitude dos mais iluminados um pouco.
      Vejam um possível retrato do instrutor do mestre supracitado.
      Não tem o tamanho que eu queria,mas irá satisfazer algumas curiosidades momentâneas.
      Ao mesmo tempo, o formoso mestre,à distância,poderá nos enviar uma pequena benção.

      Namu Amida, swami antigo...respeitosamente,
      mestre Babají.

      Excluir
    5. tripitaka 1.021

      Irei complementar o primeiro texto meu de hoje.
      Uma vez que vc,Adilson,falou em "fraudes espíritas",tenho o dever de comentar que não tenho certeza,pois não pertenço a essa religião,e não consigo entender tudo o que ouço a respeito.
      Alguns espíritas dizem haver necessidade de uma "ética de escoteiro" para quem é médium,ou o mesmo pára de ter visões.
      A partir daí as consequências podem ser imprevisíveis.

      Mas,esse assunto não me pertence.
      Os kardecistas presentes são(e serão) capazes de discorrer melhor sobre "isso tudo".

      Excluir
    6. Dona srta. LG, quem pode acreditar nesses seus argumentos é aquele pacóvio de além-mar. Acha que sou algum idiota para acreditar em fotografia de espírito? Espíritos não existem e, se existissem, não poderiam ser fotografados, porque fotografias dependem da reflexão da luz. Não vemos nada, vemos apenas a luz refletida nos objetos. Como é que a luz vai incidir sobre algo imaterial e retornar para imprimir uma imagem fotográfica? Por isso o professorzinho lionês inventou o tal ectoplasma, o qual revestiria um espírito para que ele se tornasse visível. E o que é o ectoplasma? Fitas regurgitadas pelos impostores para enganar idiotas.
      Os esquizofrênicos não são muitos, são os que dizem ver ou ouvir espíritos, como o falecido Emperucado. Nesse Blog havia um, lá do sul, mas não via fantasmas porque é ateu.
      Por aqui ainda tem é muito trouxa que acredita em farsantes, como a senhorita e o paspalhão lusitano.
      Uma perguntinha: Sabe dizer se esses "videntes" indianos são V-V-eados também, como os daqui?

      Excluir
    7. A pergunta continua sem resposta:
      Que é que se deve fazer com os outros 411 livros do impostor emperucado, depois que o Cartas de Uma Morta foi detonado da primeira à ultima página pela ciência?
      Se as mensagens do espírito da mamãe Peruquita eram somente asneiras, será que os outros livros têm alguma coisa que se aproveite?

      Mais uma coisa: alguém já sabe me responder o que é uma esfera ovoide?

      Excluir
    8. Esfera ovoide é uma questão de perspectiva. Se você olhar de frente, parece uma esfera. Mas olhando por outro lado, pode-se ver que é achatada nos "pólos" parecendo um ovo. Ou seja, uma "esfera ovoide".

      Exemplo: ovo de galinha.
      Se vc tiver tempo pegue um ovo e o analise sob todos os pontos de vista e sua pergunta estará respondida.

      SA

      Excluir
    9. tripitaka 1.023

      Você nunca me decepciona, Adilson.
      Está sempre igual,nunca muda.(kkkk...)

      Tentei replicar de manhã,mas a internet saiu do ar.(e por isso,não pude excluir um texto em outra página,e agora isso ficará para mais tarde,para eu dar tempo para a Selma ler minha tréplica)

      Idem tenho dúvidas sobre a autenticidade da tal fotografia,mas considero coincidência demais todos os videntes indianos,e todos os simpatizantes da cultura da India,descreverem as visões do mestre Babaji do mesmo jeito.
      Não considero impossível que tenham fotogrado-o,pois ele pode ter conseguido um meio de se materializar.

      Mas,não vou insistir em provar a idoneidade de algo que não chegou a ser estudado(no caso daquela fotografia)
      Eu não conheço direito aquele pessoal,nem peguei o retrato.
      Senão,eu poderia dizer algo a mais.
      Só posso ficar nesse momento,com o benefício da dúvida,e tentar acreditar que o mestre esteve mesmo ali,celebrando a primavera.(era um festival de primavera)

      Excluir
    10. e...

      ... por falar em "enrolamento à la 233"...

      temos que, segundo crê o "enrolado 233"...

      ...se os corpos que vão ser reconstruidos saídos dos túmulos, não têm carne, não têm sangue, não têm ossos...

      ... que corpos "especiais" são esses afinal???...

      hein?.... HEIIIIIN?????.....

      Excluir
    11. evidentemente que jamais será um 233, imensamente perturbado por seu antiespiritismo alucinado, o individuo apropriado para falar sobre o GRANDE codificador Espirita, Allan Kardec...
      antes pelo contrario, é o sujeito menos (mas menos menos menos... mesmo) indicado para uma tarefa que exige alguém com total aprumo moral e intelectual... precisamente aquilo que o doentio 233 decididamente NÃO É!!!!!!!....

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Allan_Kardec

      Lei da reencarnação na Biblia:

      João,3
      1. Havia um homem entre os fariseus, chamado Nicodemos, príncipe dos judeus.

      2. Este foi ter com Jesus, de noite, e disse-lhe: Rabi, sabemos que és um Mestre vindo de Deus. Ninguém pode fazer esses milagres que fazes, se Deus não estiver com ele.

      3. Jesus replicou-lhe: Em verdade, em verdade te digo: quem não nascer de novo não poderá ver o Reino de Deus.

      4. Nicodemos perguntou-lhe: Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez?

      5. Respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo: quem não renascer da água e do Espírito não poderá entrar no Reino de Deus.

      6. O que nasceu da carne é carne, e o que nasceu do Espírito é espírito.

      7. Não te maravilhes de que eu te tenha dito: Necessário vos é nascer de novo. - João 3, 1...7
      ----
      Mateus,11
      10. É dele que está escrito: Eis que eu envio meu mensageiro diante de ti para te preparar o caminho

      13. Porque os profetas e a lei tiveram a palavra até João.

      14. E, se quereis compreender, é ele o Elias que devia voltar.

      15. Quem tem ouvidos, ouça.
      ---
      Mateus,16
      13. Chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: No dizer do povo, quem é o Filho do Homem?

      14. Responderam: Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas
      ---
      Não custa nada entender-se o obvio... Basta, simplesmente, em vez de "resíduos tóxicos" ter "ar puro" na mente... :)...








      Excluir
    12. Em primeiro lugar, "nascer de novo" é tradução antiga, copiada do erro de Jerônimo, que já foi corrigido até na Vulgata Latina.
      A expressão no grego corretamente traduzida é "nascer do alto", significando a conversão operada por Deus (o Espírito Santo), por isso Jesus acrescentou que o "vento" (espírito, no original) sopra onde quer, ou seja, Deus tem seus escolhidos (Mateus 24:22, Marcos 13:27, Lucas 18:7).
      Em segundo lugar, OUTRA VEZ significa "MAIS UMA VEZ", logo, não pode ser trilhões de vezes, como ensina a doutrina do professor Rivail, a qual ele colocou na conta de espíritos imaginários.

      Na continuação do diálogo com Nicodemos está claramente explicada a resposta de Jesus:
      "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna." (versículo 16)
      "Quem nele crê não é julgado." (versículo 18)

      Esses versículos o lusitano desconhece, porque Rivail não os pinçou por não ter como interpretá-los segundo sua doutrina de maçom e rosacruz que ele dizia ser dos espíritos.

      Excluir
    13. Continuo aguardando que o lusitano diga o que acha dos outros 411 livros do Chico Xaveco. Se a ciência demonstra que Cartas de Uma Morta é absurdo sobre absurdo do princípio ao fim, que se vai pensar das outras obras do Chico?
      Que pena que aquele impostor não está vivo para explicar onde é que esconderam os mares, florestas e cidades de Marte com seus habitantes voadores. Isso sem falar no clima ameno...
      Caraca, e ainda tem teimoso que insiste que o Emperucado não era um doente mental e impostor!

      Excluir
    14. e como SEMPRE!!!... temos o perturbado 233 tentando emendar os ditos/lições/doutrinas... do Mestre... Faz isto constantemente como se Jesus fosse um inepto na comunicação... mas...

      ... o alienado anti-Espirita 233 não tem hipótese... seus "enrolamentos (des)interpretativos só caberão em mentes ainda em desenvolvimento, ou seja, em estado de infantilidade apreciativa...

      (aquela do ladrão que quando fosse "reconstruido" no paraíso iria julgar que "estava naquele próprio dia", aponta para um diagnostico mental de alienação anti-Espirita profundamente severa... Patologia que só mesmo em hospício próprio para doentes mentais avançados poderá set atenuada)...

      e...

      ... por falar em "enrolamento à la 233"...

      temos que, segundo crê o "enrolado 233"...

      ...se os corpos que vão ser reconstruidos saídos dos túmulos, não têm carne, não têm sangue, não têm ossos...

      ... que corpos "especiais" são esses afinal???...

      hein?.... HEIIIIIN?????.....


      Excluir
    15. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    16. 233 »»» Em primeiro lugar, "nascer de novo" é tradução antiga, copiada do erro de Jerônimo, que já foi corrigido até na Vulgata Latina
      ---
      ... o perturbado 233 é de tal forma intelectualmente desonesto, que não cansa de tentar lançar poeira para os olhos do pessoal na esperança que este não repare que é o próprio Nicodemos que detona com suas pretensão de fuga desajeitada ao pedir mais explicação à Jesus perante o que estava sendo revelado:

      "4. Nicodemos perguntou-lhe: Como pode um homem renascer, sendo velho? Porventura pode tornar a entrar no seio de sua mãe e nascer pela segunda vez?"

      Portanto... uma mente normal, COMO É NATURAL!!! não terá a mínima, minimazinha dificuldade em entender que o dito de Jesus aponta sem sombra de duvida para o "ser parido de novo" e NUNCA!!! para um "nascer do alto" que não precisaria do ventre da mãe para absolutamente nada!!...

      Coitado do 233... seu anti-Espiritismo perturbado faz dele um individuo a precisar de internamento urgente em hospicio que trate da mente aos "aleijados mentais"...


      Excluir